top of page

Ação policial prende 57 pessoas suspeitas de envolvimento com atos criminosos no RN

“Operação Agere pro Viribus” foi realizada nesta segunda (27) em 14 municípios


Fotos: Ascom - Sesed/RN


A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) deflagrou nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (27) uma operação envolvendo as polícias Civil, Militar e Federal, com apoio do Instituto Técnico-Científico de Perícia, da Secretaria de Administração Penitenciária e da Polícia Rodoviária Federal, com o objetivo de cumprir mandados de prisões em 14 municípios. Foram presos 57 suspeitos de integrar facções criminosas envolvidas nos atos criminosos que têm sido orquestrados na capital potiguar e no interior do estado do Rio Grande do Norte. Dois suspeitos foram feridos em confronto nos municípios de Extremoz e Pendências, socorridos, mas não resistiram. Armas e drogas também foram apreendidas. Desde o dia 14 de março, são 263 presos.


“Todas as ações foram feitas de forma integrada com todas as instituições no âmbito do estado do Rio Grande do Norte, a Polícia Civil, Polícia Militar, Bombeiros com a Polícia Federal e com a Polícia Rodoviária Federal e no âmbito dos municípios com as guardas municipais que têm trabalhado e apoiado e entregado as ações junto com a sua segurança do estado e da união”, afirmou o secretário da Sesed, Coronel Francisco Araújo. O secretário ressaltou que apesar de não haver registo de novos ataques nas últimas 48h, as forças de segurança ”continuam com ações de investigações e operações policiais no enfrentamento da criminalidade”.


A operação, que recebe o nome de AGERE PRO VIRIBUS*, cumpriu mandados de prisão nos municípios de Natal, Apodi, Mossoró, Extremoz, Goininha, Tangará, Tibau do Sul, Várzea, Macau, Pendências, São Gonçalo do Amarante, São Paulo do Potengi, Nova Cruz e Parnamirim.


“A operação é resultado de uma coordenação investigativa, que conta com o apoio do judiciário e do Ministério Público neste trabalho permanente de investigação”, esclareceu a delegada-geral do RN, Ana Claudia Saraiva.


*O nome da operação faz referência ao ato de proceder tendo em conta os meios de que se dispõe; empregar a força que se tem.


Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social - Sesed

5 visualizações0 comentário

Kommentare


bottom of page