top of page

ALRN avalia melhoria para rotas do turismo religioso no Estado

O Turismo religioso do Rio Grande do Norte foi tema de debate, na tarde desta terça-feira (18), na Assembleia Legislativa. “Esse tema, para nós, não é secundário. Ao contrário, ele é muito importante, pois sabemos o seu significado para a Economia, a Cultura e a Fé dos norte-rio-grandenses. E a crença não pode ser dissociada da identidade do seu povo e do seu lugar”, destacou a deputada Divaneide Basílio (PT), autora da proposta de audiência pública.



A troca de experiências e dificuldades dos gestores municipais ocuparam os espaços do debate / EDUARDO MAIA


Iniciando os discursos da Mesa dos Trabalhos, Rosângela Sá, presidente da Associação Alto do Bom Jesus (Abomje), de Touros, frisou que a referida audiência pública já era um momento histórico, por se estar discutindo a área turística religiosa do Estado, “já que é difícil reunir tanta gente em torno do assunto”. O prefeito de Touros, Pedro Filho, disse que está à disposição para apoiar e correr atrás das condições para que a obra seja concluída.

De acordo com o Padre Bianor, Pároco da Paróquia de Nossa Senhora da Apresentação (antiga Catedral), em Cidade Alta, “o turismo religioso não se trata apenas de passeio, mas também de fé. É um encontro com a crença”. Segundo o pároco, é preciso cuidar também do patrimônio histórico dos municípios como um todo.


Para o coordenador do projeto “Seridó, Fé e Tradições”, Diego Vale, as pessoas que vão em busca do turismo religioso estão atrás de algo muito forte. “Elas querem uma experiência de vida. Por isso é uma área tão importante, que envolve também o nosso patrimônio histórico”.


Também presente ao debate, o deputado Hermano Morais (PV) ressaltou a relevância econômica do Turismo para o Estado. Segundo o prefeito de São Gonçalo, Eraldo Paiva, o turismo religioso é fundamental para contribuir com a geração de emprego e renda, além do desenvolvimento geral do Estado.


A secretária de Turismo de Santa Cruz, Marcela Pessoa de Souza, iniciou sua fala enaltecendo a importância do Santuário da padroeira para o desenvolvimento do município e de toda a região circunvizinha.


“Santa Cruz está quase completando 11 anos do Santuário de Santa Rita de Cássia, que foi inaugurado em 26/06/12. A obra aconteceu graças ao despertar do prefeito Tomba, hoje deputado estadual. E hoje, quem passa pelo Trairi e vai para o Seridó observa o desenvolvimento não só de Santa Cruz, mas de toda uma região”, enfatizou.

De acordo com a representante da Secretaria de Turismo do Estado, Nayara Cristina, pelo segundo ano consecutivo, o RN está entre os destinos mais visitados do Brasil, no ranking dos operadores.


“Só em 2020 e 2021, mais de 10 mil agentes de viagem foram capacitados em representações online sobre os nossos destinos. Além disso, a nossa participação em eventos não é só institucional; a gente aproveita para mostrar aos agentes como eles podem vender o nosso produto turístico do interior, aproveitando o interesse dos turistas no nosso litoral”, detalhou.


Nayara Cristina disse ainda que, desde o ano passado, está sendo feito um processo de interiorização do turismo potiguar.


“E, para concluir, quero deixar claro que atrativo não é produto turístico. A gente promove o que é produto turístico, pois não podemos queimar um destino. É preciso ter qualidade na prestação do serviço e infraestrutura adequada”, finalizou.




Com informmações da Tribuna do Norte.

14 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page