top of page

Anderson Torres deve prestar novo depoimento à PF nesta segunda-feira

O novo depoimento do ex-secretário de segurança do Distrito Federal (DF), Anderson Torres, está previsto para esta segunda-feira (23). Em seu primeiro contato com a Polícia Federal para relato, ocorrido na última quarta-feira (18), ele permaneceu em silêncio. Até o momento, Torres segue em prisão especial, sob a fiscalização do Ministério Público (MP) e Vara de Execuções Penais para que não ocorram privilégios, no 4º Batalhão da Polícia Militar do DF.



Para quebrar o silêncio do ex-secretário, segundo apurou matéria da CNN Brasil, os advogados teriam imposto como condição o acesso integral aos autos do processo. De acordo com a analista de política Thais Arbex, a maioria dos autos estão públicos.

Ainda, conforme a analista de política da CNN Basília Rodrigues, nesta segunda-feira Torres estaria pronto para falar do conteúdo de seu celular e das motivações para não ter trazido o aparelho na viagem dos Estados Unidos de volta ao Brasil. A delação premiada, por outro lado, vem sendo rejeitada pela defesa do ex-secretário desde a semana passada.

Em depoimento à PF na quarta-feira (18), Fernando Oliveira, ex-secretário-executivo da Segurança Pública do DF, afirmou que, no dia 6 de outubro, Anderson Torres aprovou o plano de ações integradas que embasou o policiamento no dia 8 de janeiro, dia em que ocorreram as invasões e depredações aos prédios dos três poderes.


O “ex-número 2” da Segurança Pública do DF disse que Torres viajou para os Estados Unidos e nem sequer o apresentou para o governador afastado Ibaneis Rocha (MDB) ou para os comandantes das polícias com o secretário em exercício.


O celular do ex-secretário-executivo também será periciado.


Com informações da CNN Brasil

3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page