Após FIFA determinar realização de Brasil x Argentina, Natal segue com chances de receber duelo


Foto: Alex Régis


Após decisão do Comitê Disciplinar da FIFA para o duelo entre Brasil e Argentina pelas Eliminatórias Sul-Americanas fosse remarcado, antigos interessados em receber o jogo retomaram as movimentações nos bastidores. O presidente da Federação Norte-riograndense de Futebol (FNF), Zé Vanildo, terá reunião nesta terça-feira (15) com o presidente interino da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, para reforçar o pedido feito em setembro do ano passado para que o clássico seja disputado na Arena das Dunas, em Natal. A definição de onde e quando será o evento, no entanto, será de responsabilidade da FIFA.


A entidade potiguar vem trabalhando nos bastidores para trazer o Brasil x Argentina para Natal desde o final de setembro, pouco menos de três semanas após o duelo ter sido suspensa. De acordo com Zé Vanildo, a entidade formalizou em ofício o interesse e recebeu resposta positiva da CBF na ocasião. "Se a FIFA definir pela realização de uma nova partida, a nossa Arena das Dunas estará no páreo”, disse, em setembro, o dirigente potiguar.

Caso aconteça, seria a segunda vez que a Seleção Brasileira jogaria na Arena das Dunas, em Natal, pelas eliminatórias da Copa do Mundo. A última vez aconteceu em outubro de 2016, na partida entre Brasil x Bolívia. A Seleção Brasileira venceu por 5 a 0, no que foi um dos maiores públicos da Arena das Dunas.


Punições


A decisão do Comitê Disciplinar da Fifa, além de determinar que a partida seja realizada, trouxe punições para a CBF e a AFA, entidade que gere o futebol argentino. A partida havia sido interrompida no início do primeiro tempo por representantes da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) que entraram no campo devido ao ingresso no País de quatro jogadores argentinos que jogam no Reino Unido e desrespeitaram as regras sanitárias brasileiras contra a covid-19.


O comunicado da Fifa condena a CBF a pagar uma multa de 500 mil francos suíços (R$ 2,82 milhões) por infrações relacionadas à ordem e segurança. A Associação de Futebol Argentino (AFA) também foi punida e terá de pagar uma multa de 200 mil francos suíços (R$ 1,1 milhão) pelo não cumprimento de suas obrigações em termos de ordem e segurança, de preparação e de participação na partida. Ambas federações também terão que arcar com uma multa de 50 mil francos suíços (cerca de R$ 280 mil) como resultado da suspensão do jogo.


INFORMAÇÕES TRIBUNA DO NORTE

16 visualizações0 comentário