top of page

Após perder Felipinho, diretoria do ABC volta ao mercado


Foto: Rennê Carvalho/ABC


A diretoria do ABC trabalhou dentro do prazo e garantiu a renovação dos principais jogadores que conquistaram o acesso, mas o mercado do futebol, principalmente nesta época do ano, está sempre em ebulição e os dirigentes do clube potiguar foram surpreendidos com a venda de 50% dos direitos do lateral-esquerda Felipinho para o Sport Recife. Mesmo tendo contrato com o atleta, o Alvinegro foi obrigado a liberar o jogador.


Os detalhes do contrato, firmado entre os dirigentes do rubro-negro e o Artsul-RJ, que detém os direitos sobre Felipinho, é que o acordo terá duração de três anos.

As informações iniciais dão conta de que o Sport está desembolsando pouco mais de R$ 400 mil pela transação, garantindo 50% dos direitos econômicos de Felipinho. O ABC, para não dizer que ficou com as mãos abanando, ficará com 10%, referentes ao direito de vitrine.


Ainda enfrentando problemas financeiros e com limite de recursos para realizar investimentos, o presidente abecedista Bira Marques sabia que não teria como evitar a transferência, uma vez que Felipinho vai desembarcar na Ilha do Retiro ganhando o dobro que recebia na equipe potiguar.

Com 25 anos, o lateral-esquerdo disputou 40 jogos pelo ABC em 2022, marcando três gols. Ele também distribuiu 10 assistências. Felipinho também passou por Sampaio Corrêa, Bahia e Atlético de Alagoinhas-BA. Por ironia do destino, a estreia do lateral pode ocorrer justamente no confronto entre Sport x ABC, que irá abrir a participação dos clubes na Copa do Nordeste.

Com a baixa, o ABC que esperava interromper o ciclo de contratações com o anúncio de um novo zagueiro e mais um atacante, terá de ampliar sua lista de procura. No elenco já existem Daniel Vançan e Márcio Azevedo, como especialistas para brigar pela vaga de titular na lateral-esquerda. Um fato que sinalizava a ideia que a ideia de Fernando Marchiori seria explorar a ofensividade de Felipinho, colocando o jogador para fazer o papel desempenhado por Wallyson, no esquema tático da equipe, ou aproveitar o atleta para atuar como meia ofensivo.

O zagueiro que está para ser anunciado pela diretoria alvinegra é o garoto Jhonnathan, revelação das bases do Santos. Nascido em 2001, o atleta não tem mais idade para atuar pela base do Peixe e estava emprestado ao Brasil de Pelotas na Série C do Campeonato Brasileiro. Com 21 anos, o contrato do defensor com o Peixe vai até 30 de abril de 2026.


Tribuna do Norte

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page