top of page

BC vê abertura para diálogo sobre reajuste salarial

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, relatou aos sindicatos que representam os servidores do BC, em reunião na tarde de sexta-feira, (3), a abertura do governo para o diálogo sobre as pautas da categoria, inclusive o reajuste salarial, apurou o Estadão/Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.


Agência Brasil / Sindicato Nacional dos Funcionários do BC vai lutar por recomposição salarial de 27% e a correção de benefícios


Nesta semana, logo após a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) na quarta-feira, Campos Neto se reuniu com a ministra da Gestão, Esther Dweck, responsável pelo RH do Estado, e com a ministra do Planejamento, Simone Tebet. Nos encontros, o presidente do BC levou as demandas da categoria, inclusive de recomposição salarial.


O Sindicato Nacional dos Funcionários do BC (Sinal) vai lutar por recomposição salarial de 27% e a correção de benefícios, como diárias e auxílio alimentação. Sem reajuste desde 2019, os funcionários do BC foram uma das categorias mais mobilizadas na campanha salarial no ano passado.



As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page