top of page

Brasileiros ficam com a terceira colocação na primeira etapa do Circuito Mundial de Surfe


Foto: WSL


Deu Austrália na primeira etapa do Circuito Mundial de Surfe. Após quase uma década sem o país celebrar uma vitória em Pipeline, templo da modalidade, o experiente Jack Robinson acabou com o tabu ao superar o italiano Leonardo Fioravanti na decisão inédita. Os brasileiros Caio Ibelli e João Chianca, o Chumbinho, derrotados na semifinal, aparecem na terceira colocação do ranking, enquanto o atual campeão do mundo, Filipe Toledo, o Filipinho, aparece em quinto após ser superado nas oitavas no duelo doméstico com Chumbinho.


A segunda etapa já começa neste domingo, o Hurley Pro Sunset Beach, também no Havaí, e Robinson estará com a lycra amarela de número 1 do mundo da temporada pela vitória na estreia. Para conseguir o triunfo, o australiano sofreu bastante num mar bastante deteriorado e sem ondas. Ele conseguiu um tubo que valeu nota 6.00 e acabou decidindo a vitória por 9.17 contra 7 47 de Leonardo Fioravanti.


"Eu sonhei com isso por muito tempo. O Andy (Irons) sempre foi um dos meus surfistas preferidos e é uma honra vencer esse evento em homenagem a ele", disse Jack Robinson - a competição foi em homenagem ao surfista havaiano morto em 2010. "Sentir todas essas emoções no início do ano, é incrível. Eu estava me sentindo bem, mas nunca se sabe o que vai acontecer com essa fera, que é Pipeline. Este lugar é o mais especial de todos e estou muito grato por este começo de temporada aqui no Havaí. Eu aprendi muito no ano passado e estou me preparando para enfrentar essa longa estrada."


A maior nota do último dia em Pipeline foi de Caio Ibelli, que pegou um belo tubo para somar 9.00 ma vitória sobre o australiano Liam O'Brien nas quartas de final. Diante de Fioravanti, porém, o brasileiro só conseguiu completar um tubo, que valeu 6.50. Sofrendo com o mar agitado, acabou derrotado por 12.00 a 7.57 pontos.


Chumbinho somou uma grande vitória diante de Filipinho nas quartas já em momento de poucas ondas em Pipeline. Ele avançou à primeira semifinal da carreira no circuito com 12.00 a 11.40 sobre o campeão do mundo. Na busca pela final, porém, acabou superado pelo futuro vencedor da etapa e cheio de empolgação após deixar o favorito John John Florence pelo caminho.


O brasileiro tinha a seu favor as duas vitórias contra Robinson da temporada passada. Mas um belo tubo acabou dando o triunfo ao australiano. Na decisão, ele voltou a colocar seu país no topo do pódio em Pipeline superandoo brasileiro Gabriel Medina.

6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page