top of page

Caminhada do Centro Histórico ao Cemitério do Alecrim resgata memória religiosa de Natal

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) vai realizar, no próximo dia 15 de novembro, a quarta edição da “Caminhada Espaços Sagrados do Centro de Natal”. A programação já se tornou uma boa opção de lazer e conhecimento, para natalense e turistas em visita à cidade no feriado da proclamação da República. A saída é às 8h, da praça das Mães, em frente à Capitania das Artes.

A caminhada terá a participação especial dos grupos Afoxé Estrela da Manhã e Nação Zamberacatu / Kamisson Azevedo/ Divulgação


Em alguns poucos quilômetros, do centro histórico ao cemitério do Alecrim, a “Caminhada Espaços Sagrados do Centro de Natal” desvenda mais de quatro séculos de memória religiosa da capital potiguar.


A ação é uma iniciativa do projeto "Memória Religiosa da Cidade de Natal”, do curso de Ciências da Religião da UERN Natal.

O resgate da memória religiosa da cidade é apresentado aos participantes em 15 paradas para explanações sobre a história de monumentos, instituições, personagens e práticas ligadas ao repertório de várias práticas religiosas presentes no bairro da Cidade Alta e representadas na arte tumular no cemitério do Alecrim.

Este ano, a expectativa é pela adesão de cerca de 250 participantes para o percurso de 4h30, com encerramento previsto para às 12h30, no Cemitério do Alecrim. Os interessados em participar podem se inscrever para receber o certificado. Quem não tem interesse na certificação, basta comparecer ao local de partida da caminhada no dia 15 de novembro.

Seguindo o mapa já traçado nas edições anteriores, serão visitados, entre outros locais, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, a antiga e a nova catedral, lojas maçônicas, a Igreja e convento do Galo, a Igreja Presbiteriana de Natal, a Sinagoga Braz Palatnik e o busto do padre João Maria.


Este ano, a caminhada terá a participação especial dos grupos Afoxé Estrela da Manhã e Nação Zamberacatu, que se apresentarão para dar visibilidade à cultura presente no centro histórico, marcado pela religião judaico-cristã.

Idealizadora da Caminhada, a professora Irene Van den Berg conta que o objetivo é desnudar o olhar das pessoas sobre a religião não apenas como uma experiência de fé, mas também sobre a relação dela no processo de desenvolvimento e apresentação das cidades. “Sempre reforço que as religiões são parte da vida das pessoas e determinam muitos aspectos de como a cidade se desenvolve do ponto de vista da arquitetura, das práticas de vivência do espaço urbano e da construção da própria urbanidade”, destaca.


Durante a caminhada, o diálogo é a própria metodologia. Isso significa que os participantes podem interagir com perguntas e contribuições, estimulando a troca de saberes e novos aprendizados. Isso torna a Caminhada atrativa até mesmo para quem já participou dela em edições anteriores, pois sempre há algo novo a aprender.


Além da professora Irene, as explanações também são ministradas pelo professor Rodson Ricardo do Nascimento, com a colaboração de estudantes e egressos do curso de Ciências da Religião da UERN Natal.

Pré-evento

Antes da Caminhada, o projeto "Memória Religiosa da Cidade de Natal” vai promover a palestra “Patrimônio cultural e Memória Religiosa de Natal” no Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte, na Rua da Conceição, Cidade Alta, nesta quinta-feira (10), às 17h, com acesso livre.


Fonte: Tribuna do Norte


8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page