Campanha Maio Amarelo 2022, uma mobilização que educa e salva vidas

Em 2011, a Organização das Nações Unidas (ONU) deu início à mobilização Maio Amarelo com o propósito de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos, em decorrência dos acidentes de trânsito.


E por que a cor amarela?


Exatamente para fazer o paralelo com a advertência do sinal amarelo nos semáforos, sendo o laço na cor amarela o símbolo da luta, que representa a segurança no trânsito.

Desta forma, o movimento Maio Amarelo trata-se de uma campanha educativa mundial de conscientização da sociedade, com foco na redução de acidentes de trânsito e de preservação da vida.

Neste ano, o tema da campanha é “Juntos salvamos vidas”, uma simbolização de que a redução dos acidentes no trânsito é de responsabilidade coletiva do Poder Público e de toda a sociedade.

Nessa quarta-feira (4), em Brasília, o governo federal, em ação conjunta do Ministério da Infraestrutura e da Secretaria Nacional de Trânsito, lançou a campanha Maio Amarelo, promovendo o chamamento da população para os cuidados no trânsito e da consequente redução de mortes e da violência. No evento de lançamento da campanha, o ministro da Infraestrutura Marcelo Sampaio enfatizou sobre a importância da conscientização e o respeito às regras de trânsito na salvação de vidas. Ele pediu o engajamento dos órgãos governamentais e da sociedade civil no êxito da campanha e na efetiva redução dos acidentes de trânsito.

No plano nacional, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) já vem se mobilizando no movimento com campanhas educativas nas redes sociais, de prevenção e de alerta aos motoristas, especialmente quanto ao uso de cinto de segurança, direitos e comportamento dos pedestres e de recomendações ao motoristas de caminhões sobre a necessidade de não dirigirem cansados.

A campanha Maio Amarelo também é objeto de mobilização dos Estados. No Rio Grande do Norte, desde os primeiros dias do mês de maio, o Departamento Estadual de Trânsito do RN (DETRAN-RN), em ação conjunta com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana de Natal (STTU), Secretaria de Saúde Pública do RN (SESAP), Corpo de Bombeiros e polícias Militar e Rodoviária Federal, vem preparando o cronograma de atividades, reforçando a campanha com objetivo de educação das pessoas no trânsito e na redução das ocorrências de mortes e de feridos.

Segundo a Assessoria de Comunicação do DETRAN-RN, “Estão sendo levadas palestras às escolas, blitzen educativas nas ruas, ações do bafômetro amigo em bares, distribuição de cartilhas, apresentação de teatro educativo e caminhada na capital e em cidades do interior do Rio Grande do Norte. A intenção é trabalhar junto ao cidadão atitudes conscientes de respeito e segurança no tráfego com foco à preservação da vida e a redução de acidentes com vítima”.

De acordo com o DETRAN-RN, após levantamento estatístico, o número de acidentes de trânsito teve uma redução de 18,3%, saindo de 8.091, em 2018, para 6.608, em 2021. O número de vítimas fatais em acidentes de trânsito em 2018 foi de 585 e em 2021 foi de 517, representando um decréscimo de 11,6%.

Mesmo com reduções significativas nas ocorrências de trânsito no RN, o DETRAN vem implementando ações educativas na busca incessante pela redução dos índices de acidentes de trânsito a patamares bem menores que nos anos anteriores, o que significa promoção à saúde e educação para salvar vidas.



Imagem: DETRAN-RN

2 visualizações0 comentário