top of page

Chuvas acima de 100 milímetros causam alagamentos em cidades do RN; evento é suspenso em Natal

Pelo menos seis cidades do estado registraram volume de água acima dos 100 milímetros, segundo a Emparn.



Defesa Civil de Natal foi acionada por condomínio em Natal — Foto: Cedida


Chuvas acima de 100 milímetros foram registradas em pelo menos seis cidades do Rio Grande do Norte entre a quinta-feira (2) e o início da manhã desta sexta-feira (3), segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado (Emparn). O volume de água causou alagamentos, desabamentos de paredes e até cancelamento de um grande evento em Natal.


As chuvas atingiram principalmente a região do Litoral Leste potiguar, mas cidades de todas as regiões do estado foram banhadas no período. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) havia divulgado um alerta de perigo de chuvas intensas para o estado, válido até às 10h desta sexta.


Os maiores volumes de chuva foram registrados em Vila Flor (122 mm), Nísia Floresta(109 mm), Baía Formosa(107.4 mm), Canguaretama (105.6 mm) e Rio do Fogo (103.6 mm), no Litoral. No Agreste, teve chuva acima de 103 mm em Jundiá.


Chuva em Nova Parnamirim, bairro de Nova Parnamirim, na Grande Natal — Foto: Igor Jácome/g1


O grande volume de água causou alagamentos em cidades como Canguaretama, além de outros transtornos. Moradores também registraram imagens de raios e trovões no interior do estado.


Em Natal, onde a chuva foi de 56 milímetros, pelo menos um grande evento chegou a ser cancelado. O evento era a Feira do Empreendedor, realizada pelo Sebrae na Zona Norte da capital.


Segundo a entidade, a programação foi suspensa por precaução e para que a equipe pudesse conter estragos provocados pela chuva.


Também em Natal, alguns trechos ficaram intransitáveis durante a chuva. Uma lagoa se formou na marginal da rodovia BR-101, próximo ao túnel da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.


A Defesa Civil do Rio Grande do Norte afirmou que recebeu informações de grande volume de chuvas em algumas cidades, mas não registrou nenhum evento de maior risco.


Já a Defesa Civil de Natal informou que foi acionada para pelo menos duas ocorrências. Por volta de 1h desta sexta (3) uma parede do estacionamento de um condomínio desabou, sem deixar feridos. Cerca de 40 minutos depois, o órgão foi acionado para vistoriar um prédio empresarial, onde houve infiltrações.


Segundo a Defesa Civil, as lagoas de captação de água da capital estão sendo monitoradas e nenhuma transbordou até a manhã desta sexta (3).



Pedaços de parede que caíram durante chuva e alagamento em prédio de Natal — Foto: Defesa Civil/Cedida




Com informações da Tribuna do Norte.

28 visualizações0 comentário
bottom of page