Covid-19: Natal cancela programação do Réveillon 2021



A programação de festividades públicas de Réveillon na capital potiguar foi cancelada. A informação foi confirmada pela Prefeitura do Natal na tarde desta quarta-feira (1º), que tomou a decisão para "reforçar cuidados sanitários diante do quadro atual da pandemia". Dessa forma, não serão realizados mais os shows musicais na Redinha, nem as queimas de fogos em Ponta Negra e na Ponte Newton Navarro, como estava previsto inicialmente para a virada de ano.


A medida adotada em Natal é semelhante à aplicada em outras capitais e cidades brasileiras. Até a terça-feira, já haviam cancelado o réveillon Fortaleza (CE), Salvador (BA), João Pessoa (PB), Recife (PE), Aracaju (SE), Belo Horizonte (MG), Florianópolis (SC), Campo Grande (MS), São Luís (MA), Palmas (TO), Curitiba (PR) e Brasília (DF). As outras cidades ainda não se pronunciaram sobre a manutenção ou cancelamento. Em Natal, até agora, não há uma reunião prevista para tratar do tema.


A medida, segundo a Prefeitura, atende recomendações do Comitê Científico Municipal. O propósito é evitar uma nova propagação da Covid-19, em um momento em que novas variantes estão surgindo em todo o mundo e também sendo detectadas no Brasil.


Festas privadas


Um cancelamento de queima de fogos ou outras programações por parte do Poder Público não necessariamente afetariam a realização de festas privadas que já estão programadas para a cidade. Para este ano, diversos hotéis da Via Costeira e Ponta Negra confirmaram a realização de festas. Além deles, restaurantes da zona Sul têm programação e apostam na queima de fogos na praia como um atrativo aos turistas e natalenses que tiverem a intenção de festejar a passagem do ano.

Festas privadas também já confirmaram a programação, a maior parte também no bairro de Ponta Negra. Já para o interior do Rio Grande do Norte, Pipa e São Miguel do Gostoso têm programações extensas para os últimos dias do ano, incluindo shows de artistas de renome nacional. Até o momento, nenhum dos municípios onde ocorrerão as maiores festas se pronunciaram sobre a possibilidade de cancelamento dos eventos.



101 visualizações0 comentário