top of page

Deputados estaduais do RN alinham socorro financeiro

As propostas de ajuda financeira aos empreendedores (pessoas físicas e jurídicas) que sofreram prejuízos por conta dos ataques criminosos, começam a sair do discurso para a prática, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Os deputados assinaram propostas coletivas, como sugeriu o deputado estadual Gustavo Carvalho (PSDB), que apresentou requerimento a ser encaminhado à governadora Fátima Bezerra (PT), para a abertura de uma linha de crédito pela Agência de Fomento (AGN), com juro de 1%, carência de 6 meses e parcelamento de 6 meses.



Proposta de linha de crédido do deputado Gustavo Carvalho passou a ser coletiva dos deputados / EDUARDO MAIA


“Não só criticamos e estamos aqui para contribuir para fazer a economia voltar a girar”, disse o deputado Gustavo Carvalho, que é da bancada de oposição, para depois acrescentar: “Tem pessoas que perderam tudo. Espero que possamos voltar à vida como ela deve ser vivida”.

Deputados da situação se dispuseram a subscrever a proposta de Gustavo Carvalho, como a líder do PT, deputada Isolda Dantas (PT) e o deputado Doutor Kerginaldo (PSDB). Isolda inclusive ainda chegou a sugerir juro zero caso a proposta seja aceita pelo governo do Estado.

A deputada Divaneide Basílio (PT) também subscreveu o requerimento e se comprometeu em defendê-lo junto ao Comitê Estadual de Monitoramento, companhamento e Apoio às Vítimas de Violência no Rio Grande do Norte, criado pelo Governo do Estado para em 90 dias apresentar um diagnóstico da situação, e que é coordenado pela secretária de Trabalho e Assistência Social, Iris Oliveira.


“Um requerimento coletivo da nossa Casa, apresentado pelo deputado Gustavo Carvalho de forma muito responsável, que trouxe uma proposta concreta de crédito”, afirmou Divaneide.


Já o deputado o deputado Luiz Eduardo (SDD) comentou a prorrogação, por 30 dias, para pagamento da Diferença de Alíquota do ICMS (Difal) das empresas optantes pelo Simples, cujo prazo venceria em 3 de abril, medida anunciada pelo Governo do Estado.


“É uma ideia importante e fundamental, mas 30 dias não vai resolver os problemas dos comerciantes do nosso estado. Minha sugestão é que o governo deveria fazer um parcelamento de seis meses para dar um alívio no caixa dos comerciantes. Trinta dias de alívio é muito pouco, essa ideia é muito importante, mas que estenda esse prazo”, declarou Luiz Eduardo.



Luiz Eduardo justificou ausência no Legislativo até o dia 31 / EDUARDO MAIA


Luiz Eduardo preside a Frente Parlamentar do Turismoque e esteve reunido com representantes de entidades locais e nacionais da área, para discutir soluções para os problemas gerados no setor, desde o início da onda de ataques criminosos no Rio Grande do Norte, iniciados em 14 de março.


Três ações ficaram estabelecidas: O corredor turístico precisa ter um tratamento diferenciado e ser mais protegido, investir em publicidade e realizar um retrabalho em termos de comunicação e confiança, para que o Rio Grande do Norte volte a ser um destino desejado por todos.

O deputado Luiz Eduardo ressaltou também que irá a Brasília tentar sensibilizar o Ministério do Turismo para que envie recursos financeiros à Secretaria de Turismo do Estado e à Emprotur.


Luiz Eduardo frisou que é necessário fazer a reconstrução do setor turístico em conjunto. “Empresários, Parlamento Estadual e Federal, Governo do Estado e Federal. Todos devem se unir para que a recuperação do Turismo aconteça. É claro que precisamos de recursos para a Segurança Pública, mas não devemos nos esquecer da cadeia produtiva, porque é ela que gera emprego e dignidade para a população”, concluiu.


Cinco deputados estaduais cumprem agenda no DF


O debate no plenário da Assembleia Legislativa estará desfalcado, no decorrer da semana, de pelo menos cinco deputados, que cumprem agenda política em Brasília. O deputado Dr. Kerginaldo (PSDB) fica na capital do país entre os dias 27 e 30 para tratar de interesses de seu mandato. A deputada Divaneide Basílio (PT) também se encontra em Brasília desde ontem, fica até o dia 29, participando de reuniões junto aos ministérios e gabinetes da Bancada Federal com o objetivo de tratar assuntos de interesse de seu mandato parlamentar. Já o deputado Ivanilson Oliveira (União Brasil) viajou no domingo (26) para a capital federal, onde fica até o dia 31, para peregrinar pelos gabinetes.

O deputado Luiz Eduardo (Solidariedade) justifica ausência para participar até o dia 31 da 24ª Marcha dos Prefeitos. O deputado Taveira Júnior (União Brasil) também fica em Brasília até o dia 31para tratar assuntos relativos ao mandato parlamentar.



Com informações da Tribuna do Norte.

18 visualizações0 comentário
bottom of page