Gratuidade do circular da UFRN deve voltar em 2022, diz secretária da STTU



Durante o protesto realizado por estudantes e políticos na manhã desta quinta-feira (02) na porta da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), contra a cobrança na linha que atende a Universidade Federal do Rio Grande do Norte UFRN), a responsável pela pasta, Daliana Bandeira, disse que a cobrança da tarifa é “emergencial” e que a gratuidade deve retornar no próximo ano.


A secretária explicou que a linha circular foi devolvida para a Prefeitura do Natal e que não há equilíbrio para manter a gratuidade. “A linha (588), que operava de forma gratuita antes da pandemia, foi devolvida à STTU pelas empresas. A pasta, ao longo de 4 meses, ficou nas tratativas para conseguir um retorno do circular nos moldes que operava antes. Com a pandemia, houve uma redução de números de passageiros e ficou inviável a operação dessa linha de forma gratuita. A solução que se encontrou, emergencialmente para esse período onde as atividades da universidade não estão 100%, foi a operação Alimentadora UFRN”, disse.


“Para se ter um transporte gratuito, alguém tem que pagar a conta. O município não tem condições no momento de custear essa linha. Os alunos que na rede integrada já pagam uma passagem, não pagam passagem a mais. O que se deve estudar agora é uma forma de integrar alunos que vêm da Região Metropolitana, do transporte intermunicipal, para que esses municípios façam o custeio desse transporte. Na época, conversamos com a universidade, questionamos se não teria condições de custear esse transporte, como acontece em algumas cidades do Brasil. A resposta da universidade sempre foi de que não tinha como”, concluiu Daliana.


Questionada se a gratuidade será retomada com a volta de 100% dos estudantes às atividades presenciais, em fevereiro de 2022, a a secretária da STTU garantiu que sim. “A intenção é que, o sistema voltando ao seu equilíbrio, retomando o número de passageiros, o circular volte a rodar de forma gratuita”, afirmou.


Estiveram presentes na manifestação, além dos estudantes, parlamentares como os vereadores da capital potiguar Divaneide Basílio (PT), Brisa Bracchi (PT), Pedro Gorki (PCdoB) e Robério Paulino (PSOL), além da deputada estadual Isolda Dantas (PT).

8 visualizações0 comentário