Lançamento de chapa presidencial une velhos adversários políticos

Nesse sábado (07), em São Paulo, foi oficializado o lançamento da chapa presidencial formada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para presidente da República e do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSB) para vice-presidente. A Pré-candidatura da chapa Lula-Alckmin já vinha sendo construída há alguns meses, mas somente neste final de semana houve o lançamento oficial.


O lançamento da candidatura aconteceu no Expo Center Norte, em São Paulo e contou com as presenças de várias lideranças políticas, religiosos, artistas, centrais sindicais, movimentos sociais, observadores políticos e jornalistas. Vários políticos estiveram presentes ao evento, tais como a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT); o deputado federal Rafael Motta (PSB); a ex-presidente Dilma Rousseff (PT); o governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB); o deputado federal Marcelo Freixo (PSB); o pré-candidato ao governo de São Paulo, Fernando Haddad (PT) e o líder do MTST, Guilherme Boulos (PSOL).


A chapa lançada faz parte de uma aliança no campo de centro-esquerda, onde o PT já consolidou acordo com os partidos PSB, PCdoB, PSOL, Rede, PV e o Solidariedade. O presidenciável Lula continua estudando a possibilidade de ampliar esta rede de apoio para consolidar uma base política forte para o êxito no pleito de retorno ao Palácio do Planalto, nas próximas eleições, inclusive já acenando para o partido Democratas.

A aliança política que vem sendo construída pelo ex-presidente Lula, trazendo para o mesmo palanque, o ex-governador de São Paulo e ex-candidato à presidência da República Alckmin, traz uma lição de que a política também é o espaço para apaziguamentos e recorte das diferenças, pois, na busca de um objetivo comum e do bem da coletividade, pode unir velhos e ferrenhos adversários políticos.


O presidenciável Lula, que vem liderando as pesquisas de opinião de voto, bem à frente do adversário Jair Bolsonaro, discursou por aproximadamente 50 minutos e enalteceu a força e a união do grupo político para a retomada da paz social, destacando a restauração da democracia, da segurança jurídica das instituições e do compromisso com a redução da pobreza no Brasil. O ex-presidente reforçou a necessidade de respeito à Constituição Federal, especialmente na questão da soberania nacional e da harmonia entre poderes constituídos.


Geraldo Alckmin, por estar acometido da Covid-19, não pôde participar do evento de lançamento da chapa, mas participou de forma virtual e reforçou que as diferenças políticas entre ele e o Lula, neste momento de união, convergem para o bem comum da sociedade brasileira e da construção de um Brasil mais justo, solidário e humano.



Imagem: ALOÍSIO MAURÍCIO/ESTADÃO

1 visualização0 comentário