top of page

Ministro da Saúde lança programa de atualização da caderneta vacinal em Natal

Em evento em shopping de Natal, Marcelo Queiroga reforçou importância das crianças se imunizarem contra poliomielite e das pessoas tomarem as doses disponíveis contra a Covid.



Ministro da Saúde Marcelo Queiroga lançou programa de atualização da caderneta vacinal em Natal — Foto: Geraldo Jerônimo/Inter TV Cabugi


Cumprindo agenda em Natal, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga lançou nesta quinta-feira (15), em cerimônia num shopping na Zona Sul da cidade, o Programa de Atualização da Caderneta Vacinal.


O objetivo do programa na capita potiguar é alavancar a imunização da população com todas as vacinas disponíveis, principalmente em crianças, diante de um cenário em que boa parte das metas não foram atingidas entre o público-alvo neste ano.


A vacina contra a poliomielite, por exemplo, teve baixa cobertura em todo o Brasil neste ano. Em Natal, 38% do público-alvo foi vacinado e, no Rio Grande do Norte, 66%.


"As vacinas estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde, nas salas de vacinação, que são mais de 38 mil no Brasil. As campanhas visam trazer as pessoas para a vacinação. Mas não quer dizer que a vacina é feita só naquele momento da campanha. Então, fizemos uma campanha de 7 de agosto até 30 de setembro, da poliomielite, mas ainda não conseguimos recuperar essas coberturas. Isso é algo que é um fenômeno mundial", disse o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.


"É sempre oportuno chamar papai e mamãe pra trazer sua criança para tomar a vacina da pólio. Vem tomar a vacina e aproveita e atualiza toda a caderneta de vacinação".

Ministro participou de cerimônia em shopping na Zona Sul de Natal — Foto: Geraldo Jerônimo/Inter TV Cabugi


O ministro também aproveitou para reforçar a importância de se vacinar contra a Covid-19, tomando as doses de reforço que estão disponíveis - atualmente o RN já tem a quinta dose (chamada de terceira dose de reforço) em pessoas acima de 60 anos.


"Nós temos a vacina contra a Covid, muito importante, que nos ajudou e foi fundamental para resolver a questão da emergência de saude pública. Aquele que não tomou o reforço, venha tomar, não fique esperando vacina atualizada, porque todas são importantes e vacina boa é que a está no braço", reforçou.


Campanha abaixo em Natal


A campanha de vacinação, sobretudo da poliomielite, ficou bem abaixo da meta estipulada pelo município, mesmo com as vacinas disponíveis e as campanhas de chamamento. Para o prefeito Álvaro Dias (PSDB), é necessária uma conscientização dos pais, já que foram feitas campanhas e as vacinas estão nos postos de saúde.


"Para vocês terem noção da relevância do problema que nós estamos tratando, nós tivemos que chegar ao ponto da presença do ministro na capital, para fazer o apelo. Pra vocês terem ideia da gravidade, nós temos um risco iminente de doenças que estavam erradicadas no nosso país retornarem a circular. Nós já temos países próximos em que há casos de poliomielite especificamente e desde 1989 nós não temos casos aqui no Brasil", disse o prefeito.



Ministro participou de atualização da caderneta nesta quinta — Foto: Geraldo Jerônimo/Inter TV Cabugi


"Nós não queremos a reintrodução desse virus, porque nós sabemos as consequências gravíssimas que ficam na criança, sequelas pra toda a vida, não tem cura. Em alguns casos, levam ao óbito. Então temos que proteger as crianças. Hoje a responsabilidade está nas mãos dos pais", disse.


A cerimônia também marcou a entrega de sete ambulâncias novas ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Natal, que foram adquiridas com recursos federais. As ambulâncias vão substituir as anteriores - não haverá aumento da frota - e Natal continuará com nove ambulâncias do suporte básica e três avançadas, de UTI.






Por g1 RN

4 visualizações0 comentário
bottom of page