top of page

Motoristas reclamam de “duna” formada na João Medeiros Filho


“Duna” formada no meio da pista causa lentidão do trânsito, além de tornar trecho mais perigoso para acidentes - Foto: Adriano Abreu


Um trecho de aproximadamente 400 metros da avenida João Medeiros Filho, na zona Norte de Natal, foi completamente encoberto por areia após as fortes chuvas registradas na capital entre a segunda-feira (27) e a terça-feira (28). Passada uma semana, a via permanece tomada por uma “duna urbana”, que causa lentidão no trânsito, acidentes e muita reclamação dos motoristas que trafegam na região. O trecho em questão fica pouco depois do cruzamento com a Moema Tinoco (sentido zona Leste/zona Norte), próximo a um colégio particular.

Responsável pela via, o Departamento de Estradas e Rodagens do Rio Grande do Norte (DER), informou que iniciou a limpeza na sexta-feira (1º) e que mantinha equipes trabalhando no local na manhã de ontem (4). Hélio Darutti, representante de vendas aposentado, diz que o problema se repete ano a ano. “Eu moro aqui tem 25 anos e todo ano é a mesma coisa. Nossos governantes não estão nem aí. O pessoal de moto sofre mais, já caiu muita gente aqui”, protesta.

Ele acrescenta que por conta das más condições das ruas adjacentes, a água da chuva acaba formando um lamaçal nas vias de cima, que acabam escoando para a avenida. “As ruas não são pavimentadas, então dá uma chuva e desce tudo. É todo ano. Veio um pessoal, limparam um pouco, mas não adiantou nada, a areia voltou de novo e está assim, com muita gente caindo de moto, carro derrapando. Isso é um perigo. É realmente uma pena que nossos governantes não estejam cuidando da população como deveriam”, complementa.

O motorista de aplicativo Fábio José afirma que teme acidentes a passar pelo local. “Acaba que isso se torna bastante perigoso, você tem que passar bem devagar porque corre o risco de derrapar e causar um acidente mais grave”, diz. Francisco Xavier que utiliza a via quase diariamente é outro que reclama da situação. “Isso é serviço mal feito. É um caos, os governantes poderiam olhar para isso aqui, são tantas pessoas que passam aqui todos os dias para trabalhar e fica nisso. Só quebrando os carros, atrapalhando a passagem e só sobra para o cidadão o prejuízo”, lamenta.

A avenida João Medeiros Filho, também conhecida como a Estrada da Redinha, por ter sido a única via em direção à praia da zona Norte durante muito tempo, é uma das mais movimentadas de Natal. A via é repleta de comércios de todos os portes, instituições de ensino, condomínios, além de ter o Partage Norte Shopping desde 2007. A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) também está situada na avenida.

A formação da camada de areia que vem atrapalhando o tráfego também vem prejudicando o dia de quem tem comércio na região. Lucas Sales é proprietário de uma loja de pneus e rodas e diz que o movimento caiu quase 100% neste período. “O cliente não consegue entrar porque para passar aqui é difícil, tem que ser uma 4×4 praticamente. Eu mesmo para entrar na loja tive que fazer uma arrodeio grande lá na frente. É uma situação lamentável porque só prejudica o trabalhador e ninguém faz nada, no ano que vem vai ser a mesma coisa”, desabafa.



Tribuna do Norte.


0 visualização0 comentário
bottom of page