top of page

Natal movimentou R$ 126 milhões durante as festas do carnaval 2023

O Carnaval de Natal de 2023 movimentou cerca de R$ 126,8 milhões, de acordo com levantamento da Federação do Comércio do Rio Grande do Norte, apresentado nesta terça-feira (28). O valor é maior do que a ultima edição, realizada em 2020, na qual a movimentação do comércio ficou em R$ 111 milhões. Ainda de acordo com a pesquisa, foram geradas 40 mil oportunidades de renda, em sua maioria informais, nos quatro dias de folia e 88,6% do público pretende voltar para outras edições do evento. Cerca de 77,3% dos comerciantes entrevistados acreditam que o movimento durante o carnaval atenderam às expectativas.



Representantes da Fecomércio RN anunciaram resultado da pesquisa junto ao Prefeito Álvaro Dias e secretário de Cultura Dácio Galvão / Alex Regis


Do total da movimentação, R$ 65,2 milhões foram de residentes em Natal e outros R$ 61,6 de visitantes ou turistas. O público participante ficou em cerca de 439 mil pessoas, segundo divulgação da Prefeitura do Natal. Nesse caso, houve diminuição na participação popular em comparação com 2020, que contou com um público de 631 mil foliões. A capital potiguar também recebeu a visita de cidadãos de Recife, São Paulo, João Pessoa e Salvador.


Ainda segundo o levantamento, 28,3% das pessoas participaram pela primeira vez do carnaval na cidade do sol. Para o diretor de inovação da Fecomércio, Luciano Kleber, a porcentagem está dentro da média do índice de renovação de público para que o evento se torne longevo. “Um evento para que ele garanta sua longevidade, tem que ter um percentual de pessoas que vão pela primeira vez entre 25% e 40%. Nesse aspecto, o carnaval de Natal está bem”, explicou.

Já os residentes participaram de mais dias de folia este ano. Em 2020, eles estiveram em, pelo menos três dias e neste ano aproveitaram quatro dias de festa. Já em relação aos turistas, a participação diminuiu, saindo de 3,5 para três dias atualmente. Esse dado pode ter sido influenciado pela quantidade de turistas regionais, de estados vizinhos, que vêm com a intenção de ficar menos dias, segundo o diretor. Os principais meios de locomoção foram os táxis e transportes por aplicativo (36,9%). O transporte público não aparecem na pesquisa da Fecomércio RN.


Além disso, os festejos carnavalescos da capital potiguar movimentaram o dobro de recursos do eventode Parnamirim e mais que o dobro de Caicó, na região Seridó. Cerca de 66% dos foliões participaram do Carnaval na capital motivados pelas atrações divulgadas, a gratuitidade (29,7%) e comodidade ou localização (13,3%). O levantamento aponta que os foliões se informaram sobre a festa pela redes sociais, já que 58,3% procuraram notícias pela internet.


No entanto, Luciano Kleber destaca a importância de se ter uma atração nacional que traga mais peso a festividade. De acordo com ele, esses artistas atraem o público, em consequência, movimentam mais recursos. “A participação do artista local é muito importante, é muito fomentada pela Prefeitura de Natal, mas é preciso ter uma atração nacional de peso até para que as atrações locais tenham um público maior e é essa atração que traz mais gente para cá”, disse.

O gasto dos turistas e residentes aumentou este ano. Em 2020, os visitantes costumavam gastar em média cerca de R$ 520, enquanto em 2023 o valor subiu para R$ 483. Para os residentes o aumento foi menor, de R$ 205 para R$ 208 no mesmo período. De acordo com o diretor de inovação, o visitante tem um perfil socioeconômico melhor do que os residentes e por isso acaba gastando mais.


A maioria do público foi de homens (62%), na faixa etária entre 35 e 44 anos e com ensino superior (64,4%). A maior parte dos participantes foi do RN (82,7%). Dentre os turistas, a maior ia veio do estado de São Paulo (2,9%); seguidos por visitantes de Pernambuco (2,3%); Paraíba (1,9%) e Bahia (1,6%).


Para o presidente da Fecomércio, Marcelo Queiroz, os apontamentos são fundamentais para melhorias nos próximos anos, tanto por parte dos comerciantes e empresários, quanto do poder público. “Isso é bom para os empresários porque eles se balizam, têm um documento para eles se balizarem e procurarem as falhas, como também para o poder público”, disse.


Mais oportunidades foram geradas

Em média 31% das empresas contrataram funcionários para os dias de folia. Através desse dado, o levantamento aponta que fora geradas cerca de 40 mil oportunidades de emprego ou ocupação. Empresas de médio e grande porte foram as que mais contrataram (38,7%), seguidas das microempresas (33,8%) e dos empreendimentos informais (31,7%). Empreendimentos de pequeno porte e micro empreendedores individuais (MEI) aparecem com 21,1% e 28,4% respectivamente. Média A pesquisa também aferiu a percepção dos comerciantes locais. No total, 300 empreendedores formais e informais foram ouvidos. Desses, 73,3% foi impactado de forma positiva pela festa; tendo 66,3% investido na ampliação do estoque, além das contratações. Em média, os comerciantes atenderam 111 pessoas por dia. Cerca de 35,7% dos entrevistados faturaram até R$ 500 diariamente, enquanto 15% faturou acima de R$ 5 mil.


Prefeito quer melhorar próxima edição

Segundo avaliação da Prefeitura de Natal, o evento foi bem sucedido, mas apresenta pontos que podem ser melhorados nas próximas edições, como o tempo para anúncio das atrações do Carnaval. Este ano, os artistas foram apresentadas poucos dias antes do Carnaval, o que influenciou a quantidade de visitantes de outros estados e interior do RN. “Nós estamos com esses dados muito felizes em saber que estamos no caminho certo”, comentou o prefeito de Natal, Álvaro Dias. Por exemplo, o transporte público foi a segunda opção que menos contou com avaliações ótimas e boas, cerca de 52,9%, seguida dos altos preços cobrados, com 49%. Acesso (93,5%), organização (92,8%), espaço físico e estrutura (92,7%), e segurança (92,6%) foram os pontos com as melhores avaliações. Eventos O prefeito Álvaro Dias analisa ainda o aumento ou diminuição da quantidade de pólos culturais. “Vamos procurar aperfeiçoar, continuar investindo nos artistas da terra e procurar, dentro dessa estrutura, melhorar, aperfeiçoar, dinamizar. Outros eventos virão, como o São João”, disse. Na tarde passada, ele e o secretário de cultura, Dácio Galvão, promoveram uma reunião para definir a realização do São João deste ano, porém não divulgou mais detalhes. O secretário foi um dos que comemoraram a pesquisa. Disse que o carnaval trouxe resultado positivo que mostra a progressão da festividade. “A gente fica feliz em ver o fruto de trabalho ser resultado de uma pesquisa densa e com saldo positivo e progressivo, o que mostra que a economia criativa é de fato indutora do processo econômico”, destacou.


Números:


Movimentação entre as principais festas do RN


Carnaval de Natal 2023 Movimentação: R$ 126.819.382 Público: 439,8 mil pessoas Carnaval de Natal 2020 Movimentação: R$ 111.100.000 Público: 631,3 mil pessoas São João de Assu Movimentação: R$ 72.300.000 Público: 365 mil pessoas Carnaval de Parnamirim 2023 Movimentação: R$ 66.410.270 Público: 250 mil pessoas Carnatal 2022 Movimentação: R$ 60.846.565 Público: 63,4 mil pessoas Carnaval de Caicó 2023 Movimentação: R$ 53.925.472 Público: 167 mil pessoas Natal em Natal 2019 Movimentação: R$ 39.000.000 Público: 436 mil pessoas Natal de Macaíba Movimentação: R$ 25.972.404 Público: 100 mil pessoas




Com informações da Tribuna do Norte.




22 visualizações0 comentário
bottom of page