top of page

Natal terá acréscimo de 19 mil assentos em voos

Azul Viagens anunciou as novas rotas e mais assentos em evento na sede da ABIH-RN, em Natal - Foto: Magnus Nascimento


Natal terá um acréscimo de 19 mil assentos dedicados semanais em voos, a partir de julho, além de três novas rotas, com voos diretos de Curitiba (PR), Goiânia (GO) e Rio de Janeiro (RJ). O anúncio foi feito pela Azul Viagens, operadora de turismo da companhia aérea Azul, em evento na sede da Associação Brasileira da Indústria dos Hotéis (ABIH/RN), em Natal. Os novos assentos representam um incremento de 17% nos voos dedicados, que é quando ocorre a fusão do pacote turístico, a exemplo da hospedagem, receptivos e traslados.


De acordo com a gerente sênior de produtos da Azul Viagens, Giulliana Mesquita, a operadora pretende eliminar a diferença entre a conhecida alta temporada (julho e janeiro) e os outros meses. “Então, com a Azul Viagens, a gente tem o intuito de ter alta temporada o ano inteiro. Estamos falando de mais de 80 mil assentos de fevereiro a junho que é uma oferta expressiva se comparar com o mesmo período do ano passado, algo bem desafiador para nós, mas a gente tem certeza que deixar essa oferta na prateleira vai conseguir garantir turista o ano inteiro aqui no destino”, explicou.


Para tanto, a operadora tem dialogado com o trade turístico, além das secretarias de turismo do estado e município. Os voos dedicados partem de cidades do interior de São Paulo e de outras regiões, como Goiânia/GO e Uberlândia/MG. “Então são voos que vêm direto para Natal. Eles não necessariamente são voos das capitais. Então, você consegue colocar um voo direto que garante a comodidade de uma família, por exemplo.


A azul Viagens teve um crescimento de 46% no número de passageiros para Natal em 2023 comparado com 2022. “É um destino que cresceu bastante no ano passado e temos a expectativa que esse ano não será diferente, pois é uma região com belas paisagens naturais, com características e um portfólio de produtos que você consegue atender diferentes públicos. Junto com o estado e municípios, seguimos trabalhando na capacitação dos agentes de viagens para atuar no fomento e promoção da região”, comenta Giulliana Mesquita.


Além do crescimento para a alta de julho, a empresa incluiu mais de 82.866 mil assentos em Natal para o primeiro semestre de 2024 (de fevereiro a junho), representando um crescimento de 68% comparado com o mesmo período do ano passado. “Fortalecemos resultados com voos extras em destinos específicos, destacando a influência do hub em Recife. Buscamos ampliar não só as oportunidades em Natal, mas também em Mossoró, aproveitando a conexão e vendas da Azul Viagens. É crucial considerar essas duas portas de entrada.”, afirma Solange Portela, secretária de Estado do Turismo do Rio Grande do Norte.


Fomento ao turismoPara o presidente da ABIH/RN, Abdon Gosson, o aumento de assentos da Azul Viagens vai fomentar o turismo local que ainda está se recuperando da pandemia da covid-19 e reforça a necessidade da divulgação do destino turístico. “Junto com uma entidade como a ABIH, a Secretaria de Turismo do Estado e do município de Natal, a gente faz um trabalho de promoção e divulgação do nosso destino junto a essas companhias aéreas, capacitando os agentes de viagem nos mais diversos destinos do Brasil para que eles possam saber vender o destino Rio Grande do Norte e convencer aqueles viajantes quando chegam nas suas lojas a comprarem o destino”, disse ele.


Dessa forma, a expectativa é de que 2024 não tenha uma baixa estação mas, sim, média estação e quando chegar no período de janeiro, carnaval e julho, tenha a alta estação. O resultado também deve se refletir em outro segmento, o turismo de eventos.


A presidente executiva do Natal Convention, Jarbiana Costa, diz que esse tipo de ação também é importante para o setor de eventos. “Uma vez que o fator que mais impede de grandes empresas trazerem convenções para Natal é exatamente o alto custo do aéreo e também a dificuldade da malha. São poucos voos. Quanto mais voos a gente consegue ter na baixa temporada, que é o que está sendo proposto, mais fomenta o setor de eventos”, disse ela.


Em 2023, o segmento começou a se recuperar e, para 2024, a agenda do Centro de Convenções, por exemplo, está quase completa. “Então, esse é um momento muito importante de planejamento e de organização do setor, aumento de malhas aéreas, melhoria das infraestruturas, principalmente do Centro de Convenções, para que a gente possa receber bem os eventos”, pontua a Presidente Executiva do Natal Convention.



Tribuna do Norte.

11 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page