top of page

Nenhum dos grandes reservatórios do RN apresenta riscos graves, avalia comitê

O Governo do Estado coordenou, nesta quarta-feira (19), a reunião do Comitê Permanente de Acompanhamento e Monitoramento de Barragens, onde foram avaliadas as medidas adotadas pelo estado em parceria com municípios e com União, assim também como órgãos apresentaram as próximas ações que podem ser adotadas. De acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn), o período chuvoso deve seguir até meados de maio no interior do estado, e até agosto no litoral.



A Defesa Civil está em monitoramento permanente de todos os aspectos ligados ao inverno no estado / Sandro Menezes


O comitê, criado em 2019, avalia condições climáticas, fatores como índice pluviométrico, estrutura física das barragens e populações vizinhas para tentar se antecipar a supostos danos e prejuízos. Durante a reunião ficou constatado que nenhum dos grandes reservatórios apresenta grandes riscos, mas que é imprescindível manter a atenção do fim do período chamado de inverno. De acordo com Altair Rocha Filho, que coordenou a reunião pelo Gabinete Civil, as discussões foram bastante positivas. “É sempre importante compreender a situação dos reservatórios e tentar nos antecipar para garantir a segurança dessas estruturas”, ressaltou o coordenador.

Segundo Auricélio Costa, secretário adjunto da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), grande parte das barragens foi construída pela própria secretaria, e que anualmente engenheiros são enviados para inspeção in loco e planejamento dos projetos de recuperação. “Nas grandes barragens não temos grandes riscos, apesar de termos alguns trabalhos a serem realizados. Tanto que temos barragens sangrando, vertendo água normalmente”, disse.

O coordenado da Defesa Civil do estado, Coronel Marcos Carvalho, avaliou a reunião como proveitosa, visto que o principal objetivo foi cumprido: manter a integração dos órgãos integrantes do comitê, fazendo uma avaliação de todas as medidas que o estado já adotou até agora e programando outras providências que deverão ser tomadas ao longo do inverno. “A intenção aqui é justamente analisar os produtos e ações que devem ser desenvolvidas para garantir a tranquilidade e a saúde da população”, informou.


A Defesa Civil está em monitoramento permanente de todos os aspectos ligados ao inverno no estado, como índices pluviométricos, áreas de risco, reservatórios, estradas, entre outros. Para isso conta com a ajuda de órgãos estaduais e comitês dos municípios.


Participaram ainda da reunião o secretário e os coordenadores da Semarh, Paulo Varela, Gustavo Medeiros e Carlos Nobre, respectivamente; Coronel Acioli Bento, sub-comandante geral do Corpo de Bombeiros; cel. Franklin Araújo, comandante operacional do Corpo de Bombeiros; tenente-coronel Francisco Oliveira Junior, comandante do Grupamento de Busca e Salvamento Aquático do CBMRN; Thiago de Souza, diretor de Operações e Manutenção da Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern); Aline Rocha, sub-coordenadora de Vigilância Ambiental da Secretaria Estadual de Saúde Pública; Luiz Eduardo Junior, pesquisador da Semarh; André Nunes, coordenador do Instituto de Gestão das Águas do RN; Gaspar Silva Pereira, secretário adjunto da Secretária Estadual de Infraestrutura (SIN) e Natércia Nunes, diretora do Departamento de Estradas de Rodagem do RN.



Com informações da Tribuna doi Norte.


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page