top of page

O Papa: apelo pela libertação dos reféns e entrada de ajudas humanitárias em Gaza

Na audiência geral desta quarta-feira Francisco volta mais uma vez seu pensamento para a grave situação na Palestina e Israel, esperando caminhos de paz para o Oriente Médio e estendendo seu olhar para a atormentada Ucrânia e outras regiões feridas pela guerra. O Papa lembra o Dia de Oração, na próxima sexta-feira, para implorar a paz no mundo.



Ajuda humanitária destinada aos palestinos em Gaza passa pela passagem de Rafah (ANSA)


Ao final da audiência geral da última quarta-feira, 25 de outubro, na Praça São Pedro, falando aos fiéis e peregrinos de língua italiana, o Santo Padre mais uma vez voltou seu pensamento para a grave situação na Palestina e Israel, pedindo a libertação dos reféns e o acesso às ajudas humanitárias em Gaza:

Sempre penso na grave situação na Palestina, em Israel. Incentivo a libertação dos reféns e a entrada das ajudas humanitárias em Gaza. Continuo a orar por aqueles que sofrem, a esperar por caminhos de paz no Oriente Médio, na atormentada Ucrânia e em outras regiões feridas pela guerra. Lembro a todos que depois de amanhã, sexta-feira, 27 de outubro, viveremos um dia de jejum, oração e penitência. Às 18 horas, na Praça São Pedro, nos reuniremos para rezar para implorar a paz no mundo.


Chamado à esperança

Também na saudação aos fiéis e peregrinos de língua portuguesa, o Papa nos chamou à esperança convidando-nos a confiar à Virgem Maria a urgência da paz:

Neste tempo, não deixemos que as nuvens dos conflitos escondam o sol da esperança. Entreguemos, antes, a Nossa Senhora a urgência da paz, para que todas as culturas se abram ao sopro de harmonia do Espírito Santo.

Vatican News.

3 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page