top of page

Obra de engorda da praia de Ponta Negra começará no mês de julho

A Secretaria de Infraestrutura de Natal trabalha com a possibilidade de começar a obra da engorda no mês de julho | Foto: Adriano Abreu



A empresa vencedora da licitação da engorda de Ponta Negra já está trabalhando na elaboração e planejamento do projeto executivo da obra, segundo informações da Prefeitura do Natal. A expectativa é de que o projeto seja finalizado na próxima semana para dar entrada no licenciamento junto ao Instituto do Desenvolvimento e Meio Ambiente Sustentável (Idema). A Secretaria de Infraestrutura de Natal trabalha com a possibilidade da obra começar no mês de julho. A DTA/AJM foi a vencedora da licitação com uma proposta de R$ 73,7 milhões.


“A empresa já está trabalhando nos projetos executivos e ficou acertado de trazer na semana para protocolarmos junto com a parte da Funpec no Idema. Eles vão apresentar cronogramas e como vão executar a obra e assim prometeram trazer isso na semana que vem. Assim que entregarem já queremos ir para o Idema”, explica Carlson Gomes, secretário de Infraestrutura de Natal.


Ainda segundo Carlson Gomes, a DTA Engenharia já teve duas reuniões junto a Funpec para alinhar as respostas das condicionantes da Licença Prévia junto ao Idema. A ideia é acelerar os procedimentos para obter a Licença de Instalação e Operação (LIO) o mais rápido possível para que as obras comecem dentro do prazo planejado. A draga responsável por fazer a engorda já deve ser encaminhada para o RN nas próximas semanas, assim como tubulações e outros equipamentos.


“Nossa expectativa e planejamento é de começarmos no início ou final de julho. Teremos que ter ainda o transporte dos equipamentos e o canteiro de obras montado”, acrescenta.

A empresa DTA, que faz parte do consórcio vencedor, é sediada em São Paulo e foi responsável pelas obras de engorda em Balneário Camboriú (SC) e Matinhos (PR), além da dragagem de manutenção dos portos de Paranaguá e Antonina, e dragagem de aprofundamento do canal do Porto de Santos. A catarinense AJM, também é especializada em serviços de dragagem.


Parte anterior a obra da engorda, o enrocamento de Ponta Negra já está concluído desde dezembro do ano passado. A proteção costeira de cerca de 1,1km foi viabilizada como parte do plano de trabalho para que a engorda pudesse ser iniciada. Além disso, a mesma empresa foi a vencedora da licitação acerca das obras de drenagem, que tem previsão de entrega nos próximos 30 dias.


A engorda de Ponta Negra é considerada primordial para a praia, que há anos sofre com a erosão costeira provocada pelo avanço do mar e que tem modificado a estrutura do Morro do Careca, um dos principais cartões postais da capital potiguar, descaracterizando sua paisagem.


O tema vem sendo acompanhado com várias reportagens pelo jornal TRIBUNA DO NORTE. O projeto está em discussão há vários anos em Natal e será um alargamento na faixa de areia da praia, com até 50 metros na maré cheia e 100 metros na maré seca.


Atualmente, em situações de maré cheia, bares, barracas e banhistas ficam praticamente impedidos de frequentarem a areia. Segundo os estudos feitos pela empresa paulista Tetratech, a engorda será feita a partir de um “empréstimo” de areia submersa trazida de uma jazida em Areia Preta para Ponta Negra.


Ao longo dos últimos anos, uma falésia vem se formando e “disputando” lugar com a famosa duna, o que aumenta a probabilidade de desmoronamentos. Um artigo científico produzido por professores e pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), apontou que o morro diminuiu 2,37 metros na altura em 17 anos.

A engorda é, na prática, um aterro que será colocado ao longo de 4 quilômetros na enseada de Ponta Negra. O objetivo final é de que a faixa de areia nas praias de Ponta Negra e parte da Via Costeira seja alargada para até 100 metros na maré baixo e 50 metros na maré alta. É a última etapa do projeto maior que contou com o enrocamento da praia, pelo qual foram implantados 19 mil blocos de concreto que darão sustentação à engorda.



Tribuna do Norte.

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page