top of page

Oito anos depois, entorno da Arena das Dunas tem obra prevista para Copa de 2014 ainda não entregue



Palco da Copa do Mundo de 2014, a Arena das Dunas mudou a dinâmica de Natal em uma área que é praticamente o coração da cidade – próxima ao Centro Administrativo do governo, e entre as avenidas Salgado Filho e Prudente de Morais.


O bairro de Lagoa Nova é majoritariamente residencial, mas há também muito comércio e escritórios. O tráfego de veículos pela região é intenso durante todo o dia, principalmente nos horários de pico da manhã e no início da noite. Previsto para ser concluído a tempo da Copa, em 2014, o túnel de macrodrenagem da Zona Oeste está atrasado e com as obras paralisadas há pelo menos seis meses.

De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra), 65% da obra, iniciada em 2013, está com o cronograma executado. Estão pendentes as finalizações da Avenida Jerônimo Câmara e dos trechos que compõem a Avenida Industrial João Mota, no Km 6.


A Jerônimo Câmara, por sinal, é alvo de muitas reclamações de moradores e comerciantes da região por conta dos buracos.


A Álya Construtora, atual responsável pela obra, informou em nota que "está realizando intervenções pontuais no empreendimento e que a retomada integral das obras do Túnel de Macrodrenagem da Arena das Dunas e da recuperação da avenida Jerônimo Câmara demanda a quitação de valores em atraso, o fornecimento dos projetos executivos por porte da contratante e a celebração de aditivo contratual com definição de novo cronograma de execução".


O túnel de macrodrenagem, que tem a extensão de 4,7 km, vai interligar o sistema de drenagem das águas pluviais entre as zonas Sul e Oeste da capital potiguar, com objetivo de eliminar as enchentes dos bairros de Lagoa Nova, Nova Descoberta, Dix-Sept Rosado, Candelária, Bom Pastor, Cidade da Esperança e Nazaré.


Impactos na região



As obras de mobilidade urbana otimizaram o trânsito no entorno da Arena das Dunas, com túneis nas avenidas Capitão-Mor Gouveia, Romualdo Galvão e Lima e Silva. O viaduto estaiado na avenida Prudente de Morais também deu mais fluidez ao trânsito de quem sai da Zona Sul para o Centro.


Novos prédios residenciais foram inaugurados nas proximidades da Arena das Dunas nos últimos anos, mas não trouxeram transtornos. "Apesar de ser uma região bem movimentada, é uma área de fácil deslocamento para escolas, supermercados, trabalho, se compararmos com outros bairros da Zona Sul", conta a jornalista Marina Lino, moradora do bairro.


Por outro lado, assim como em 2018, proprietários de imóveis e comerciantes ainda sentem o impacto das obras para a Copa, que causaram queda brusca no movimento e desvalorização das construções, principalmente na região do viaduto estaiado. Valdecir Silva tem um prédio na Prudente de Morais, e afirma que tem um salão comercial que está fechado há pelo menos cinco anos. "O IPTU não diminuiu. Temos arcado com este prejuízo", lamenta.


Recentemente, ele alugou um espaço menor ao Banco do Nordeste, mas "por um valor abaixo do mercado". Do outro lado da via, também precisou reduzir o preço do aluguel para manter outro ponto comercial ocupado.


Na esquina das avenidas Prudente de Morais e Lima e Silva, uma loja de carros também sofre com a baixa procura dos clientes. O estabelecimento chegou a fechar durante as obras.


Multiuso


A Arena das Dunas não ficou parada após a Copa do Mundo e se tornou a principal praça de eventos de Natal. No futebol, é a casa do América, que, em 2022, conseguiu, entre outras marcas, o segundo maior público do estádio na partida contra o Pouso Alegre, pela final da Série D do Campeonato Brasileiro – 30.509 torcedores. Este número só é menor que o registrado na partida entre América e Flamengo, em outubro de 2014, quando 30.575 pessoas estiveram no estádio.


Com o conceito multiuso, a Arena também recebeu festivais de música como o MADA (Música Alimento da Alma), Samba Brasil, Garota Vip, todos com palco armado no gramado. A área externa também é utilizada para o Carnatal, micareta com mais de 30 anos de tradição na cidade, além de festas de São João, prévias de carnaval, parques de diversão e corridas de rua como a Meia Maratona do Sol, uma das maiores do Nordeste.

No espaço interno, além da parte administrativa, a Arena das Dunas conta com várias empresas em funcionamento, como cervejaria, clínica, box de crossfit e equipadora de veículos.




3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page