top of page

ONG lança ao mar garrafas com pendrives dentro para enviar informações para a Coreia do Norte

Ditador Kim Jong-un ameaça quem receber esse material; jovens teriam sido executados pelo governo por assistirem a um filme.


Garrafas com pendrives tentam levar informação bloqueada na Coreia do Norte

REPRODUÇÃO NK NEWS VIA THE MIRROR


A ONG norte-americana Fundação Direitos Humanos (HRF, na sigla em inglês) lançou ao mar uma série de pendrives dentro de garrafas de vidro com o objetivo de informar a população da Coreia do Norte. Os dispositivos de memória contêm filmes, series, materiais educacionais e relatórios de direitos humanos das Nações Unidas, materiais proibidos pelo ditador Kim Jong-un.


A ação recebeu o nome de Flashdrives for Freedom (Pendrives pela Liberdade, em tradução livre). A HRF estima que ao menos 2.000 pendrives e cartões de memória foram jogados no mar em direção à Coreia do Norte nos últimos meses.


A mobilização ganhou repercussão após circular notícias na internet sobre a execução de dois jovens norte-coreanos por terem assistido a um filme da Coreia do Sul. Segundo o tabloide britânico The Mirror, o caso ocorreu na cidade de Hyesan e teria sido um alerta para que outras pessoas não buscassem conteúdos ilegais no país.


De acordo com os moradores da região, autoridades informaram que a mesma punição poderá ser aplicada contra quem decidir infrigir as regras impostas pelo governo.


O líder do programa Flashdrives for Freedom, Seongmin Lee, afirma que cada pendrive pode ser visto por até dez pessoas, potencializando o alcance da difusão de informação em até 20 mil norte-coreanos.


Ainda segundo Lee, ao menos 130 mil dispositivos com conteúdos diversos foram enviados ao país desde 2016.




Por R7.com

2 visualizações0 comentário
bottom of page