Orquestra Sinfônica do RN apresenta concerto 'Especial Música Brasileira' nesta quinta (30) em Natal

Pianista brasileira Olinda Alessandrini será a convidada de apresentação no Teatro Alberto Maranhão, às 19h30. Ingressos são gratuitos e estão disponíveis na plataforma do Sympla.

Orquestra Sinfônica do RN — Foto: Divulgação

O projeto Movimento Sinfônico, da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, vai apresentar nesta quinta-feira (30) o Especial Música Brasileira, que contará com participação da pianista brasileira Olinda Alessandrini. O concerto acontece às 19h30 no Teatro Alberto Maranhão.


Os ingressos são distribuídos gratuitamente através da plataforma Sympla. O voucher vale como garantia de ingresso para assistir ao concerto até às 19h do dia da apresentação.


A partir desse horário, os ingressos remanescentes serão distribuídos na bilheteria por ordem de chegada do público. A lotação máxima do teatro é de 600 pessoas.


Convidada

A regência será do maestro Linus Lerner (BRA/EUA). Já a convidada da noite, a pianista Olinda possui álbuns inteiramente dedicados a obras de Villa-Lobos, Radamés Gnattali e Araújo Vianna, além dos trabalhos “Panorama Brasileiro”, “Valsas”, “pamPiano”, “Ébano e Marfim”, “Um piano na Esquina”, com obras de vários compositores.


A artista participou de outros momentos da jornada, incluindo uma gravação ao vivo do concerto de 24 de março de 1999, na Filarmônica de Berlim, como solista com a Orquestra Sinfônica Jovem de Charlottenburg, sob a regência de E. Mentges.



Olinda oAlessandrini será a convidada da noite — Foto: Divulgação


Repertório

No repertório da noite, haverá a Abertura da Ópera “O Guarani”, de Carlos Gomes, que foi estreada em 1870, “obtendo sucesso tremendo”, comenta Linus Lerner. "Essa ópera colocou o primeiro compositor brasileiro em projeção internacional e é baseada no mesmo tempo de ‘O Guarani’, de José de Alencar, com reverência a cultura ancestral indígena”, explicou o regente.


O público também vai poder ouvir “Rapsódia Nazaretheana”, uma composição livre, com vários chorinhos, a partir das obras de Ernesto Nazareth – Alfred Hüllsberg. A peça “Mourão”, de Guerra Peixe, compositor influenciado pela cultura nordestina e que expressava em suas obras essa vertente, também será tocada.


A oquestra interpretará ainda Heitor Villa-Lobos, nas “Bachianas Brasileiras No.4”, uma suíte em quatro movimentos: Prelúdio (Introdução), Coral (Canto do Sertão), Ária (Cantiga), Dança (Miudinho). E, por fim, “Batuque – Série Brasileira”, de Alberto Nepomuceno.


“É uma peça importante no cenário da música nacional, porque ela foi composta antes da abolição da escravatura e justamente estava colocando uma dança dos negros dentro da música erudita, ou seja, já fazendo uma reverência a importância da cultura negra no e do Brasil”, assimila Linus Lerner.


Programa formação

Também na quinta, às 14h, a orquestra recebe uma turma de jovens dentro do “Programa Formação”. O ensaio aberto faz parte das ações formativas do projeto Movimento Sinfônico. Uma atividade que busca ampliar o acesso a formação artística para jovens do RN. Dedicado ao público de 13 a 17 anos, as instituições podem se inscrever para participar, através de solicitação prévia pelo email: orquestrasinfonicarn@gmail.com.


CONTEÚDO G1RN

13 visualizações0 comentário