top of page

Pontilhão de Cidade Nova vai começar a ser construído


Projeto inclui um viaduto sobre a linha férrea que divide os bairros de Cidade Nova e Planalto - Foto: Joana Lima


As obras para a construção do pontilhão em Cidade Nova, na zona Oeste de Natal, já estão aptas a começar. Nesta segunda-feira (16) o prefeito de Natal, Álvaro Dias, assinou a ordem de serviço para iniciar os trabalhos a fim de resolver o ponto crítico no cruzamento da Rua Primeiro de Maio com a Avenida João Hélio, reduzindo o risco de acidentes e engarrafamentos no local. O projeto inclui um viaduto sobre a linha férrea, que divide os bairros de Cidade Nova e Planalto, eliminando a passagem de nível existente hoje. Com isso, o tráfego de veículos passará por cima e a rede férrea por baixo do pontilhão.

“É uma obra esperada há mais de 20 anos e agora nós estamos aí assinando a ordem de serviço para dizer que a partir de amanhã (hoje) a firma já estará aqui trabalhando, construindo. Essa obra é muito importante, fundamental, esperada pela população e nós vamos iniciar e concluir no espaço de tempo mais breve possível”, destacou o prefeito.

O valor do investimento supera R$ 15 milhões e a empresa Certa Engenharia foi a vencedora da licitação. O pontilhão será construído na interligação da Avenida Solange Nunes com a Rua Engenheiro João Hélio, que liga Cidade Nova a outros bairros e localidades, como Planalto, Guarapes e Conjunto Cidade Satélite. A previsão de entrega de 10 meses.

Cerca de 17 mil veículos circulam por dia no local. De acordo com a titular da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, Daliane Bandeira, o risco de acidentes será reduzido consideravelmente, garantindo melhor mobilidade. “Temos quatro linhas de ônibus que passam pelo trecho, numa média de 167 viagens por dia, o que acaba sendo um ponto de risco de acidentes já que a rede ferroviária tem um encontro de nível com o sistema rodoviário”, enfatizou.

Todo o serviço será monitorado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra). O secretário da pasta, Carlson Gomes, diz que, para minimizar os transtornos, a obra será realizada por etapas. “Aqui existe praticamente uma via única de saída do bairro. Então, a gente tem que trabalhar por etapas. Temos ainda a parte de drenagem, visto que aqui bem próximo tem um problema crônico. Só nesse ano já fizemos três operações tapa-buraco na entrada dessa via por conta das águas servidas despejadas nas ruas”, disse.

Inicialmente não haverá grandes mudanças, mas a Prefeitura ainda vai divulgar como ficarão os desvios no trânsito à medida em que a obra avançar, isso porque, o projeto inclui, ainda, a reestruturação de outras vias adjacentes, com a implantação de ciclofaixa, restauração de calçadas e melhoria na iluminação.



Tribuna do Norte.


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page