top of page

Prefeito assina a ordem de serviço para hospital

O prefeito Álvaro Dias (Republicanos) assinou ontem a ordem de serviço para a construção do Hospital Municipal de Natal. A assinatura ocorreu no terreno onde será construída a unidade, que fica no prolongamento da avenida Prudente de Morais, no bairro Pitimbú, ao lado da UPA Satélite. A ordem contempla as obras da primeira etapa do Hospital.



Ordem de serviço para construção do hospital foi assinada no terreno onde será a unidade / Adriano Abreu


A solenidade contou com a presença de vereadores, secretários, servidores, políticos do Rio Grande do Norte e alguns moradores do Conjunto Cidade Satélite. Segundo o prefeito, a previsão de entrega da obra é de um ano e seis meses. “O prazo para ser entregue é de um ano e seis meses, esperamos que em um ano e seis meses estaremos aqui inaugurando o Hospital de Natal”.


O prefeito comentou que espera uma celeridade maior, também, para o início dos serviços na área. Um serviço de limpeza de entulhos no local aconteceu na parte da manhã. “Deve começar amanhã, eu espero que a gente assinando a ordem de serviço a obra seja iniciada amanhã, foi o que eu conversei com a construtora e os representantes da empresa que ganhou a licitação. É para começar o quanto antes”, cobrou.

Ainda segundo o prefeito, a construção de um hospital próprio para a capital é uma demanda que vem de muitos anos. O principal empecilho da Prefeitura era o valor da obra, que é cerca de R$ 135 milhões. “As dificuldades são muitas, o volume de recursos elevado e nós precisamos juntar esforços, conseguir recursos federais para se somar aos recursos municipais, empréstimos, etc. Com a união de esforços, conseguimos viabilizar, construir e concluir essa obra”, explicou o gestor.

Do montante de R$ 135 milhões, a Prefeitura tem assegurados R$ 60 milhões, entre recursos próprios, emendas de bancadas anteriormente destinadas e recursos do Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde.

O Hospital Municipal de Natal será construído em uma área de 26 mil metros quadrados. De acordo com o projeto de construção, a unidade terá sete pavimentos para atender a diversas especialidades como ginecologia, obstetrícia e atendimento neonatal. Todos com serviços de urgência e emergência.

A unidade também vai contar com cirurgias eletivas e internações gerais, além de um centro de diagnóstico por imagem. O Hospital vai se destinar ao atendimento de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) na capital potiguar e até de outros municípios do Rio Grande do Norte. É o que prevê o Secretário de Saúde do Município de Natal, George Antunes.


“Nós temos essa visão de que Natal tem dado muito suporte às outras cidades do Estado, dos 167 municípios, na área de urgência e emergência. Nós temos a probabilidade de oferecer um serviço de muita qualidade para o Estado como um todo”, explicou.

A estrutura completa será de 220 leitos, sendo 180 de internação; 10 leitos de UTI neonatal; 10 leitos de UTI pediátrica; 20 leitos de UTI adultos; salas de urgência e emergência; Centro Cirúrgico (08 salas); laboratório de analises clinicas; farmácia; internação; obstetrícia; pediátrica; neonatal; clínica médica e cirúrgica. As linhas de atenção planejadas para o hospital preveem atendimentos a pacientes adultos clínicos para internação e cirúrgicos para cirurgias programadas (eletivas), além de atendimento de urgência 24h.




Com informações da Tribuna do Norte.

17 visualizações0 comentário
bottom of page