top of page

Prefeitura consegue apoio do governo federal para recuperar Natal após as chuvas

Prefeito Álvaro Dias garantiu parcerias em audiências com ministros na última terça 28, em Brasília.


Prefeito Álvaro Dias e secretários se reuniram com ministro Waldez Góes, do Desenvolvimento Regional - Foto: SECOM/PMN


Toda a estrutura da Prefeitura de Natal segue mobilizada com o objetivo de apoiar e prestar assistência às famílias atingidas pelo temporal que caiu sobre a cidade entre segunda e terça-feira desta semana e monitorar os danos estruturais em todas as regiões do Município. Em Brasília, o prefeito Álvaro Dias iniciou as tratativas junto ao governo federal em busca de apoio para a recuperação dos estragos da infraestrutura urbana, bem como para a ajuda humanitária. Ele esteve na capital federal na última terça-feira 28 com o ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, e com o ministro do Desenvolvimento Reigonal, Waldez Góes. Os secretários Carlson Gomes (Infraestrutura), Ana Valda Galvão (Trabalho e Assistência Social) e o consultor do Município, Victor Hugo, acompanharam o prefeito nas audiências em Brasília.


No encontro com o ministro Wellington Dias, o prefeito Álvaro Dias recebeu a sinalização positiva do gestor federal para o envio de recursos para assistência emergencial dos desabrigados. “Com muita sensibilidade, o ministro ouviu nossos pleitos,tomou conhecimento da realidade enfrentada por Natal em virtude das chuvas e garantiu o apoio para ajudar quem precisou deixar suas casas. Vamos iniciar os trâmites burocráticos para receber esse auxílio, garantindo todo o suporte humanitário emergencial”, apontou o chefe do Executivo municipal.


Já na audiência no Ministério do Desenvolvimento Regional, Álvaro relatou ao ministro Waldez Góes a decretação do estado de emergência na cidade por 90 dias e sobre o estado das vias, lagoas de captação, prédios públicos e residências que foram atingidas. Em seguida, solicitou recursos para poder executar a recuperação dessas estruturas.


“O ministro Waldez Góes também foi bastante solícito com Natal. Disse que o Ministério vai reconhecer de forma sumária nosso decreto de emergência e mobilizou toda a sua assessoria para manter um diálogo franco e aberto com a equipe da Prefeitura para analisar os pleitos e projetos que apresentaremos, não só para normalizar o que foi destruído, como também para ações voltadas à prevenção e combate a enchentes e alagamentos, preparando a cidade para eventuais episódios climáticos de grande porte, que porventura voltem a ocorrer”, afirmou o prefeito.


AÇÕES. O comitê de crise criado pelo prefeito de Natal para acompanhar a situação na cidade informa que não foi registrada nenhuma ocorrência até esta quarta-feira 29. O número de pessoas atendidas pelas equipes de abordagem social e da defesa civil do Município chegou a 185. Ainda existem 58 pessoas abrigadas na Escola Estadual Adelino Dantas. O nível das lagoas de captação, por sua vez, estabilizou em todas as regiões, com a interrupção das chuvas.


“Seguimos atuando para prestar todo o suporte para as famílias atingidas pelas fortes chuvas. Nossa mobilização é permanente e o trabalho agora é de monitoramento e levantamento de danos. Decretamos o estado de emergência, o prefeito Álvaro Dias já iniciou o diálogo e tratativas junto ao governo federal para buscar recursos. Vamos continuar a postos e vigilantes para reestruturar a cidade, auxiliar a população e restabelecer a normalidade”, informa a coordenadora do gabinete de crise, a secretária municipal de Planejamento, Joanna Guerra.


Gabinete de crise faz avaliação das ações

Na tarde desta quarta 29, já em Natal, o prefeito Álvaro Dias reuniu o gabinete de crise do Município para avaliar os danos provocados pelas chuvas e as ações para recuperar as áreas prejudicadas e as pessoas afetadas. “A Prefeitura de Natal está tomando todas as providências até o momento. Agimos para solucionar os problemas gerados pela chuva torrencial que atingiu a cidade e para que a situação volte logo à normalidade”, explicou o prefeito.


Desde a última segunda-feira 27, a Prefeitura recebeu em média 50 chamadas que foram atendidas pelo Ciosp. Ao todo, 11 lagoas de captação transbordaram, afetando cerca de 1.800 pessoas. As 58 pessoas acolhidas na Escola Estadual Dom Avelino Dantas, no conjunto Santarém, receberam assistência das equipes do Município, todos os benefícios e atendimentos sociais devidos, além de itens como colchões, kit dormitório (lençol, manta, etc), alimentação, roupas, roupas íntimas e um kit limpeza.


Agora RN

5 visualizações0 comentário

Yorumlar


bottom of page