top of page

Projeção para o IPCA de 2023 sobe a 5,48% no Focus do BC

Brasília (AE) - O cenário para a inflação neste e nos próximos anos voltou a piorar no Boletim Focus do Banco Central após os questionamentos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à autonomia do BC, ao nível de juros e à meta inflacionária. A projeção para o IPCA - índice oficial de inflação - deste ano subiu de 5,39% para 5,48%, contra 5,23% há um mês. Para 2024, horizonte que fica cada vez mais relevante para a estratégia de convergência à inflação do BC, a projeção também avançou, de 3,70% para 3,84%, de 3,60% há quatro semanas.

Marcello Casal Jr,/Agência Brasil


Considerando somente as 98 estimativas atualizadas nos últimos cinco dias úteis, a mediana para 2023 passou de 5,40% para 5,49% Para 2024, variou de 3,83% para 3,87%, considerando 93 atualizações no período. Atualmente, o foco da política monetária está nos anos de 2023 e de 2024. A mediana para o IPCA de 2025, que está fora do horizonte relevante do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, continuou em 3,50%, de 3,20% há um mês.


Chamou atenção ainda o salto dado pela projeção para o IPCA de 2026, que está bem distante do horizonte relevante considerado pelo BC para a política monetária neste momento. A estimativa passou de 3,22% para 3,47% na última semana, contra 3,01% um mês antes.


A mediana na Focus para a inflação oficial em 2023 está bem acima do teto da meta (4,75%), apontando para três anos de descumprimento do mandato principal do Banco Central, após 2021 e 2022. Para 2024 e 2025, os números indicados pelo Boletim Focus já estão acima do centro da meta de 3,00% (margem de 1,50% a 4,50%). Ainda não há objetivo definido para 2026.

IPCA para janeiro


Os economistas do mercado financeiro mantiveram a projeção para a alta do índice de inflação oficial de janeiro no Boletim Focus. A mediana ficou em 0,50%, de 0,52% há um mês. Para o IPCA de fevereiro, a estimativa também permaneceu em 0,70%, contra 0,69% um mês antes. Já para março, a previsão para o indicador avançou de 0,51% para 0,57%. Era de 0,46% há quatro semanas. A expectativa para a inflação suavizada para os próximos 12 meses subiu de 5,36% para 5,42%, de 5,27% há um mês.





Conteúdo da Tribuna do Norte

2 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page