top of page

Rebeca Andrade é favorita a ouro inédito no Mundial


Rebeca Andrade no Mundial de Liverpool — Foto: Ricardo Bufolin/CBG


Uma nova rainha da ginástica artística vai ser coroada no Mundial de Liverpool nesta quinta-feira, e Rebeca Andrade é a favorito a ocupar esse trono. Atual vice-campeã olímpica do individual geral, a brasileira de 23 anos entra na final das ginastas mais completas do mundo a partir das 15h45 (de Brasília) com boas chances de subir um degrau no pódio, conquistar um ouro inédito para o Brasil e se consolidar como a número 1 do mundo.


A prova do individual geral é a mais importante e tradicional da ginástica, tanto que historicamente é dominada pelas três potências da modalidade: Estados Unidos, Rússia e Romênia. A última a quebrar a hegemonia desse trio foi a italiana Vanessa Ferrari, no Mundial de 2006. O Brasil já chegou ao pódio em 2007 com o bronze de Jade Barbosa. Agora Rebeca Andrade tem nas mãos a chance de conquistar seu maior título.


Rebeca vem dominando a temporada, mostrando uma forma física e uma maturidade mental excepcionais. Em Liverpool, foi líder da classificatória, somando 57,332 pontos nos quatro aparelhos. Foi 1,566 a mais do que a segunda colocada, a americana Shilese Jose (55,766). É uma diferença de uma queda de vantagem para a brasileira. E isso ficou evidente na final por equipes da terça-feira, quando a brasileira contou com uma queda na trave e ainda somou 56,698 pontos, a melhor do dia, com 0,865 de vantagem para americana Jordan Chiles (55,833), que não vai estar na final desta terça.


Nesta temporada, Rebeca já chegou a 58,100 pontos no Campeonato Brasileiro. Entre as finalistas em Liverpool, Shilese Jones é quem mais se aproximou dela, com 57,200 no Campeonato Americano. A italiana Alice D'Amato aparece com a terceira maior nota (56,000), mas não vem fazendo um Mundial consistente.


Rebeca tem impressionado em Liverpool pela altura de suas acrobacias e pela boa execução. Foi a que apresentou séries com maior dificuldade no Mundial, com 23,6 pontos, mais de um ponto superior às principais adversárias desta quinta, as americanas Jade Carey (22,5) e Shilese Jones (22,2). A brasileira é a ginasta com maior potencial de notas.


Em uma modalidade com julgamento subjetivo como a ginástica, conta também a favor de Rebeca o seu currículo. Ela é a única representante do pódio dos Jogos de Tóquio presente no Mundial de Liverpool. A Rússia de Angelina Melnikova está suspensa por causa da guerra na Ucrânia. A atual campeã olímpica, a americana Sunisa Lee, voltou apenas recentemente de um período sabático e só deve competir no ano que vem.


O favoritismo de Rebeca não chega a ser como o de Simone Biles, que já teve duas quedas de vantagem e disputava uma competição à parte. A brasileira sabe que precisa executar bem seus movimentos e está pronta para isso.


- Vou fazer o meu melhor. É muito bom ver como as pessoas torcem para nós e ficam felizes com a nossa garra. Então a gente tem vontade de chegar na competição e fazer o meu melhor - disse Rebeca.


Globo Esporte

66 visualizações0 comentário
bottom of page