Rio Grande do Norte tem menor custo médio por metro quadrado


Foto: Adriano Abreu


O custo por metro quadrado na construção civil no Rio Grande do Norte aumentou para R$ 1.337,76 em janeiro de 2022, iniciando o ano com um valor inferior ao nacional (R$ 1.525,48). Com o resultado, o Estado tem o menor custo de construção civil do país pelo sétimo mês consecutivo segundo dados do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices de Construção Civil (Sinapi) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Esse custo é composto pelo preço do componente material (R$ 831,25) e pelo preço da mão de obra (R$ 506,51). Em relação somente aos materiais, o estado potiguar teve o menor valor em comparação com os demais entes federativos. Na mão de obra, o estado potiguar aparece como o segundo menor valor do país, atrás apenas de Sergipe (R$ 479,61).


Houve estados em que uma parcela do custo total registrou diminuição no comparativo com o mês anterior. No componente material: Piauí, Sergipe, Rio Grande do Sul e Bahia. Na mão de obra: Distrito Federal, Maranhão e Rio de Janeiro.

O Índice da Construção Civil registrou, no primeiro mês do ano, crescimento de 1,41% no RN, número quase duas vezes maior que a média nacional de 0,72%. Dessa forma, o estado começa 2022 com a quinta maior variação mensal no Brasil. Esse índice monitora as mudanças do custo do metro quadrado em valores percentuais em comparação com o mês anterior.

Todos os estados apresentaram taxas crescentes, significando que o custo médio total ficou mais caro. A maior ocorreu em Alagoas (4,30%). Dentre as menores, o Paraná (0,20%) liderou este quesito, porém Pernambuco (0,22%) e Sergipe (0,34%) vieram logo em seguida.


INFORMAÇÕES TRIBUNA DO NORTE

1 visualização0 comentário