top of page

RN passa a realizar diagnóstico da varíola dos macacos no próprio estado


Lacen-PE em análise de amostras para detectar varíola dos macacos — Foto: Miva Filho/Governo de Pernambuco


O Rio Grande do Note vai passar a realizar, a partir desta segunda-feira (31), o diagnóstico e a vigilância laboratorial da varíola dos macacos (monkeypox) no próprio estado, no Laboratório Central Dr. Almino Fernandes. Antes, as amostras eram enviadas para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro.


Com o diagnóstico sendo feito no próprio estado, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) explica que os resultados serão liberados com maior rapidez - em até sete dias após o recebimento do material biológico.

De acordo com o diretor administrativo do Lacen/RN, o biomédico Derley Galvão, as unidades de saúde já estão cientes do fluxo e as amostras coletadas podem ser encaminhadas até às 17h ao Laboratório Central.


“A única mudança é que, ao invés de enviarmos as amostras, faremos as análises por aqui. Isto permitirá um diagnóstico e conduta clínica mais rápida, além de ações de Vigilância em Saúde mais efetivas, com geração de informações epidemiológicas em tempo mais oportuno”, explicou.

Segundo a Sesap, as análises permitirão, além de identificar a varíola dos macacos, conhecer a sua origem, como, por exemplo, se é da linhagem da África Ocidental ou não.


Além disso, esse diagnóstico vai possibilidar detectar outros vírus, como o orthopoxvirus e varicela-zoster.


“Com isso, podemos realizar um diagnóstico diferencial em casos suspeitos que apresentem sinais e sintomas clínicos comuns à varíola, herpes-zóster e monkeypox, como as bolhas na pele, por exemplo. Desta forma, continuamos ampliando os testes diagnósticos e as análises da Rede Laboratorial de Saúde Pública Estadual”, concluiu Derley.



Por G1 RN

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page