top of page

Série C: América vence jogo dramático contra o Brusque na Arena das Dunas

O América venceu o Brusque em um jogo dramático. O time potiguar sofreu para fazer 2 a 1 e chegar a segunda vitória na competição para a festa dos alvirrubros, fechando o dia fora da zona de rebaixamento, em 16°. O jogo foi disputado na Arena das Dunas, neste domingo (11), sendo válido pela Série C do Campeonato Brasileiro.



Confronto entre América e Brusque, na Arena das Dunas / Canindé Pereira/América FC


Na escalada inicial do time potiguar, uma grande surpresa. Wallace Pernambucano, artilheiro da equipe, foi poupado por estar com desgaste físico. O ataque americano foi para campo com Gustavo Ramos, Rafinha e Renan Gorne.


Thiago Carvalho, além de poupar o seu principal jogador, ganhava mais velocidade e mobilidade ofensiva, para tentar furar a barreira defensiva da equipe catarinense, na Arena das Dunas.

Com menos de um minuto de bola rolando, quase que o América abre o marcador. Em uma jogada rápida pela direita, Gustavo Ramos recebeu, avançou e caiu pedindo pênalti. O árbitro não marcou, Gustavo se sentiu e chutou. O goleiro Mateus Nogueira salvou o Brusque.


O time americano domina as ações do jogo com muita intensidade e velocidade. O domínio se transformou em vantagem no marcador logo aos 10 minutos. Cobrança de escanteio da esquerda, encontrou Rafinha sozinho na área. O camisa 11 cabeceou firme e mandou a bola para as redes.

Aos 27 minutos, na saída errada de Jean Pierre, Guilherme Queiroz recebeu na frente, saiu na cara de Bruno Pianissola e bateu. O goleiro americano fez uma grande defesa e salvou o time natalense. No entanto, quatro minutos depois, numa sobra na frente da grande área, o camisa 1 não teve a mesma sorte. Madison acertou um “balaço” e empatou no primeiro tempo. América 1 x 1 Brusque.


As duas equipes tentaram sem mudanças para o segundo tempo e o Alvirrubro tentou entrar em campo com a mesma intensidade que começou o jogo. A pressão até surgiu, mas o América deixou brechas perigosas para os contra-ataques do Brusque.

Dessa forma, o visitante foi “empilhando” chances para marcar. Foram ao menos três oportunidades claras perdidas e, em uma delas, Bruno Pianissola apareceu como “Salvador da pátria”.


Quando tudo parecia perdido, eis que surge a velha máxima de quem não faz gol, leva. Aos 42 minutos, o América avançou pela direita e mandou a bola para a área. Rafinha se atirou num “peixinho” e fez 2 a 1 para o time potiguar, que venceu uma partida para a festa da torcida.



Com informações da Tribuna do Norte.

13 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page