top of page

SAF: Conselheiros do América definem hoje venda do clube para a Hype


Foto: Victor Eduardo/América


O conselho deliberativo do América volta a se reunir nesta terça-feira, dia 9, para avaliar a proposta apresentada pela HIPE, que está interessada em assumir o controle acionário do futebol do clube. No encontro de hoje, a comissão presidida pelo advogado e conselheiro, Diogo Pignataro, vai apresentar o relatório sobre o levantamento das propostas apresentadas pelo grupo gestor, que garante ter atendido, com sobras, todas as reivindicações realizadas pelos representantes americanos e aguarda uma definição positiva.


A ala mais conservadora que atua dentro do conselho deliberativo espera apenas pelo esclarecimento da proposta para se posicionar. O ex-presidente Jussier Santos ressaltou que se o documento realmente for para dar início a uma SAF, a proposta não encontrará qualquer tipo de barreira dentro do conselho, uma vez que a bússola da modernidade do futebol brasileiro virou para esse horizonte.


“A comissão designada pelo presidente do nosso conselho, José Nunes Filho, através do seu relatório, vai embasar o voto da maioria dos nossos conselheiros. Se a proposta estiver cercada de garantia financeira e jurídica, ela vai passar com tranquilidade. Mas se for detectado o menor vestígio de safadeza, ela será recusada”, destacou o ex-presidente Jussier Santos.


O CEO da HIPE, Pedro Weber, revelou ter realizado diversas reuniões com os membros da Comissão Jurídica do América, onde foram analisados os documentos e todas as garantias possíveis para implementação dos investimentos. Durante a semana, circularam em grupos de torcedores e conselheiros textos lançando dúvidas sobre a capacidade de investimentos e de quem seriam os investidores, erguendo uma espécie de cortina de fumaça em torno da proposta.


Sobre as garantias, Pedro Weber informou que “foram solicitadas provas de fundos das parcelas e a HIPE mandou quase o dobro para dar mais tranquilidade. A Comissão solicitou mais amarras dos investimentos no Centro de Treinamento e o mínimo de folha. Aceitamos as sugestões. Para dar mais tranquilidade a todos, nos colocamos à disposição para apresentar as garantias. É importante eliminar algumas narrativas contrárias”.


Quanto ao contato com os representantes do conselho alvirrubro, o pretenso administrador do fundo que pode assumir o controle esportivo do clube potiguar garantiu que os contatos foram de alto nível. “Durante toda a semana aconteceram reuniões técnicas entre a Comissão do América designada para avaliar os termos Jurídicos e de garantias da negociação. A comissão conduziu tudo de forma qualificada. O processo todo teve muito profissionalismo e foram apresentadas todas as garantias solicitadas além de ajustes para proteção de investimentos futuros”, reforçou Weber.


Com planos ousados para o futebol já na atual temporada, quando começa a disputar o título estadual, que irá garantir a presença do clube em algumas das principais competições do calendário nacional de 2024, a partir de amanhã contra o ABC, além de aspirar o acesso para Série B, a equipe projetada para dar um salto de qualidade, não iniciou a competição nacional da forma devida. Os investidores querem tocar a negociação numa velocidade maior, para ter o poder de administração total sobre o futebol e promover as alterações necessárias para uma forte resposta americana dentro das quatro linhas.


“Existe uma preocupação dos investidores para que possamos, o quanto antes, impactar com ajustes nas condições do Centro de Treinamento e em contratações. Mas, o dia 9 é fundamental para darmos um passo importante e iniciarmos rapidamente tudo isso. Existe um otimismo para que na terça-feira tudo dê certo”, afirmou o representante da HIPE.

Para os torcedores que estão ávidos pela conclusão do negócio milionário e cuja promessa é fazer girar nos cofres americanos, dentro dos próximos cinco anos, algo em torno de R$ 175 milhões, Pedro Weber explica os próximos passos após a votação no conselho deliberativo. “Depois do aval do CD, começa o trabalho para que os contratos definitivos e a SAF fiquem prontos rapidamente e daí o impacto necessário nos investimentos do futebol e infra-estrutura. Hoje o cenário é firme para a consolidação da parceria”, frisou.

Um fato que está provocando desconforto entre o universo de votantes, foi o fato de a convocação do Conselho Deliberativo ter sido publicada nas redes sociais. Alguns membros da casa entenderam a ação, como uma manobra para reunir os torcedores para pressionar pela aprovação da proposta. Existe a proposta de filmar a reunião, para que o encontro fique guardado para posteridade como forma de documento histórico.


Tribuna do Norte

8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page