top of page

SAF planeja investir na transformação da Arena do América


Foto: Arquivo TN


No dia da votação que pode mudar o destino do América dentro do futebol, caso o projeto de transformar o clube numa SAF seja aprovado amanhã pelos membros do conselho deliberativo, o presidente Souza e os responsáveis pela apresentação da proposta ao clube continuam trabalhando a nova cara do Alvirrubro. Uma das metas mais ousadas será a realização de uma profunda reforma no CT americano, em Parnamirim e no estádio José Rocha.


O engenheiro Francisco Sobrinho, que cuida do patrimônio do clube e também é o responsável pelas obras da Arena América, conversou com os representantes das empresas que vão buscar os investimentos e prometem injetar até R$ 175 milhões nos cofres americano dentro de um período de cinco anos. Parte desse montante será investido na modernização do estádio e do CT.


"Apresentei o projeto da Arena América ao grupo e discutimos algumas questões relevantes, tais como a modernização e ampliação do centro de treinamento, além das próximas etapas de construção dos camarotes e arquibancada do setor leste na Arena América. Uma das novidades propostas pelo grupo é a construção de uma arquibancada atrás do gol, com o formato de tobogã, com o objetivo de abrigar as torcidas organizadas, assim como em outros estádios no Brasil e no mundo”, destacou o engenheiro ao site Vermelho de Paixão.

Com o projeto de modernização e tendo de dar retorno aos investidores, foi discutida também a possibilidade de o espaço ser utilizado como uma arena multiuso, como já ocorre com a Arena das Dunas.

"Os membros que vão tocar a SAF manifestaram interesse em trazer o futebol profissional para dentro da nova arena americana, juntamente com a academia, departamento médico e de fisioterapia. As categorias de base irão migrar para o local onde atualmente funciona o departamento profissional. Além disso, a SAF investirá na construção de um módulo de hotelaria na área onde atualmente se encontram as categorias de base, com serviços de refeitório, espaço de convivência e auditório. Os quartos serão utilizados para a concentração, seguindo o exemplo do projeto do Atlético Goianiense, um dos mais bem-sucedidos do Brasil", antecipou Francisco Sobrinho.


Tribuna do Norte

20 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page