Senador Jean Paul Prates entra com pedido de impeachment contra Bolsonaro



O Senador potiguar Jean Paul Prates (PT-RN), líder da minoria no Senado, entrou nesta quarta-feira (20) com um novo pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (PL). Atualmente, existem mais de 144 pedidos de impeachment pendentes de análise na Câmara dos Deputados.


O senador do Rio Grande do Norte afirmou que o presidente da república "cometeu crimes de responsabilidade ao transmitir pelo canal público de televisão (TV Brasil) duros ataques ao sistema eleitoral brasileiro e às instâncias do Poder Judiciário," falou em nota. Jean Paul se refere a reunião com embaixadores na última segunda-feira (18).


Para o líder da minoria, o presidente da República atentou contra a Constituição e a legislação eleitoral ao utilizar-se de recursos públicos para promover um ato eleitoral.


“Bolsonaro sabe muito bem que foi derrotado pelo parlamento na tramitação da proposta de emenda à Constituição do voto auditável (PEC 135/2019). A matéria foi rejeitada pela Câmara e arquivada em agosto do ano passado. Agora, ele tenta empurrar as forças armadas contra o TSE a título de sugestões técnicas”, explica.

Jean afirma ainda que ao colocar em dúvida o sistema eleitoral, Bolsonaro provoca previamente os Ministros do Supremo que oficiam junto ao TSE de forma que quaisquer decisões que sejam desfavoráveis a ele façam imediatamente com que seja colocado um manto de perda da imparcialidade ou condição de suspeição.

“Ele fez ilações, que vêm se repetindo num enquadramento narrativo infinito de modo a gerar suspeitas e descredibilidade aos sistemas eleitoral e judiciário, colocando uma mácula nas eleições passadas e mesmo nas eleições futuras”, acrescenta.

8 visualizações0 comentário