top of page

Sesap expande telemedicina para serviço de atendimento domiciliar

Ação beneficia mais de 250 pacientes ligados a quatro hospitais estaduais

Foto: Ascom/Sesap


A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) segue ampliando o alcance do programa de telemedicina no Rio Grande do Norte. As equipes do serviço de atenção domiciliar (SAD) dos hospitais Monsenhor Walfredo Gurgel, Dr. José Pedro Bezerra (Santa Catarina), Giselda Trigueiro e Regional Deoclécio Marques de Lucena receberam cada um eletrocardiograma (ECG) e smartphones para agilizar o atendimento aos pacientes assistidos por meio do sistema de telemedicina.


A ação contempla 251 pacientes que são atendidos pelos SAD's dos hospitais, sendo 84 do Walfredo Gurgel, 66 do Giselda Trigueiro, 61 do Deoclécio Marques e 40 do Santa Catarina, e agora contam com ECG no acompanhamento clínico. A novidade agrega à assistência um melhor prognóstico dos pacientes, melhorando as condições de traçar uma evolução do tratamento no domicílio.


As equipes passaram por uma capacitação junto ao programa de telemedicina da Sesap para realizar a conexão rápida. O equipamento realiza o ECG, que é transmitido pelo profissional do SAD a central de telemedicina. O resultado é lido pelo médico especialista, que emite o laudo e devolve o exame ao profissional da origem em até 15 minutos. Com o resultado, se necessário ainda é possível requisitar uma segunda opinião médica especializada.


O programa de telemedicina da Sesap funciona há 12 anos e hoje se faz presente em unidades de saúde nos 167 municípios do estado, com aparelhos de ECG portáteis em conexão com a central.


O ECG serve para o diagnóstico de irregularidades no ritmo cardíaco (arritmia), aumento de cavidades cardíacas, patologias coronarianas, infarto do miocárdio, distúrbios na condução elétrica do órgão, problemas nas válvulas do coração, infarto em situações emergenciais, doenças genéticas, doenças transmissíveis, entre outros. Além disso, o exame também serve para monitorar dispositivos implantados no coração, como marca-passos.


O serviço de atenção domiciliar dá ao paciente um cuidado em conexão com a estrutura familiar, além de evitar hospitalizações desnecessárias e diminuir o risco de infecções. Assim, a Sesap também melhora a gestão dos leitos, combatendo a superlotação, diminuindo a espera por vagas e racionalizando o uso dos recursos.


ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA - SESAP

3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page