top of page

Wallace Pernambucano marca duas vezes e brilha na goleada do América


Foto: Adriano Abreu


O América foi outro que não tomou conhecimento do adversário na estreia do Campeonato Estadual. Jogando no estádio José Rocha, em Parnamirim, com presença restrita aos sócio-torcedores, a equipe bateu o Potyguar de Currais Novos por 4 a 0 e vai para o clássico de domingo contra o ABC, com a campanha rigorosamente igual a do Alvinegro. Wallace Pernambucano marcou dois gols na goleada, enquanto Wemerson e Frank completaram o placar.


Pensando em iniciar a corrida pela conquista do título estadual com três pontos, diante do Potyguar de Currais Novos, o América se aproveitou da condição de mandante e fez o que manda o figurino quando um time grande enfrenta um pequeno: partiu para cima. A equipe currais-novense também foi para campo como manda o manual dos clubes visitantes no Brasil, bem retrancado e buscando diminuir os espaços para conter as ações alvirrubras.


Enquanto conseguiu truncar o jogo, apelando para faltas táticas e quebrando o ritmo americano, a equipe visitante conseguiu manter a linha ofensiva do adversário longe de sua meta, mas o sistema levou apenas 17 minutos para ir por terra.


Depois de uma boa descida pelo lado esquerdo, Luiz Paulo chegou próximo da linha de fundo e cruzou em busca do homem de referência na área, mas antes de a bola chegar em Wallace Pernambucano, o zagueiro Cleiton foi tentar cortar o perigo, mas falhou feio e viu a bola correr livre para o artilheiro alvirrubro, que não perdoou e fez 1 a 0.


Com a vantagem, o América se tranquilizou mais em campo e continuou mandando nas ações. Por sua vez, a equipe do interior apostava em algumas estocadas, mas geralmente esbarravam na boa ocupação dos espaços realizada pelos atletas do alvirrubro. O mapa da mina na etapa inicial foram as descidas pela esquerda, onde a equipe de Leandro Sena encontrou espaços para criar a grande maioria das jogadas na etapa inicial.


A sensação de quem acompanhava a partida era que a ampliação do placar se tratava de uma questão de tempo, ele só não ocorreu aos 45, porque Mikael conseguiu salvar um chute de Téssio, depois de receber um cruzamento de Norberto.


Mesmo sem forçar muito o ritmo, afinal domingo terá o clássico diante do ABC, o América continuou tomando conta das ações dentro de campo e chegando sempre com algum perigo a área do Potyguar. Se na etapa inicial a equipe precisou de 17 minutos para largar na frente, na etapa complementar o Alvirrubro necessitou apenas de 13 minutos para ampliar sua vantagem com Wemerson, escorando um bom passe de Norberto, e garantir definitivamente os três pontos, devido a falta de poder de reação da equipe interiorana.


Já poupando as energias, a equipe comandada por Leandro Sena, ampliou ainda mais a vantagem aos 20 minutos, novamente com Wallace Pernambucano, que se igualou ao atacante abecedista Felipe Garcia na luta pela artilharia da competição estadual, com dois. Com a porteira aberta e um adversário completamente batido em campo, aos 32 minutos foi a vez de Frank deixar sua marca e colocar 4 a 0 no placar. Depois de lançado, o jogador entrou em velocidade e tocou, encobrindo o goleiro curraisnovense, que não teve a menor chance de defesa.


Depois de garantir o resultado expressivo e iniciar com pé direito a disputa do Estadual, cujo título é uma prioridade do clube, o time americano apenas tocou a bola esperando o tempo passar e o juiz assinalar o final da partida.


Os demais confrontos da rodada inicial acabaram empatados sem abertura de placar: Globo 0 x 0 Alecrim, no Barrettão, e Santa Cruz 0 x 0 Potiguar de Mossoró, no Frasqueirão.


ABC confirma contratação do goleiro Welligton

Um dos grandes destaques do ABC na campanha do acesso da Série D para a C, o goleiro Welligton, está de volta ao clube. A diretoria alvinegra usou suas contas nas redes sociais para comunicar um novo acordo com o jogador que vai fazer a sua terceira passagem pelo clube. A contratação ocorre também como uma jogada de marketing, uma vez que existe uma meta de o ABC bater a casa dos oito mil sócios e o atleta chega para tentar impulsionar a vendas de novos títulos. Já em relação a disputa do Estadual, o pior já passou e o ABC não terá mais de voltar a atuar com uma equipe desfigurada dentro do Campeonato Estadual. O supervisor de futebol do clube, Cleber Romualdo, reforçou que apenas três atletas ainda se encontram na lista à espera da liberação para poder atuar. Paulo Mocelim, Douglas e Walber são os únicos que ainda não se encontram à disposição do treinador Fernando Marchiori, mas todos podem ganhar condição de jogo até o final do expediente desta sexta-feira. A equipe abecedista não teve como contar com nove jogadores na estreia do Campeonato Estadual contra o Força e Luz, devido a falta de liberação em tempo hábil, problema provocado pelas férias coletivas dadas na CBF entre o período de 9 de dezembro e 9 de janeiro, o que provocou um verdadeiro congestionamento no setor que regulamenta a inscrição de novos atletas. “O congestionamento era tanto na CBF, que cinco jogadores do ABC tiveram os nomes publicados no Boletim Informativo Diário da entidade no dia da partida. Eles só não tiveram como entrar em campo porque o regulamento determina que para poder atuar em um jogo de futebol oficial, o atleta deve estar liberado pelo menos 24 horas antes do compromisso”, explicou. Além de não implementar um plantão no setor de regularização em dezembro, outra medida tomada pela FIFA também serviu para acrescentar mais uma burocracia ao sistema de liberação dos jogadores. Segundo Cleber Romualdo, qualquer tipo de transferência realizada, entre clubes do mesmo país, agora terá um processo semelhante a um registro internacional. Ou seja, a documentação que se dá entrada aqui, a partir de agora cairá direto no cadastro da FIFA. Competição Com todos os problemas que teve pela frente, quando foi obrigado a remontar a equipe, o treinador Fernando Marchiori classificou o início da competição como bom para o lado alvinegro. “Fomos obrigados a colocar a equipe com muitas peças diferentes em campo, então até eles se encontrarem melhor e passassem a desenvolver um entendimento melhor dentro das quatro linhas, levou um pouco de tempo. O importante é que tivemos uma boa largada e, apesar dos problemas, deixei o jogo de estreia feliz, mesmo ciente de que necessitamos evoluir bastante ainda”, afirmou o comandante abecedista.


Tribuna do Norte

2 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page